Anterior

Joi questiona Prefeitura de SB sobre regularização de bairros

10/04/2016

Anterior

Próxima

Paulistão define classificados para as quartas e últimos rebaixados

10/04/2016

Próxima
10/04/2016 - 17:00
Santa Bárbara investiga sete casos suspeitos de gripe H1N1

Administração não deu detalhes dos pacientes e aguarda os resultados. 
Limeira e São Pedro confirmaram que têm mortes suspeitas da doença.

A Secretaria de Saúde de Santa Bárbara d'Oeste (SP) informou que investiga sete casos suspeitos de gripe H1N1. A Vigilância Epidemiológica não deu nenhum detalhes dos pacientes e informou que aguarda os laudos do Instituto Adolfo Lutz, em São Paulo, para confirmar se as vítimas estão mesmo com o vírus influenza A.


A Prefeitura ressalta que a vacinação contra influenza no Sistema Único de Saúde é voltada a alguns grupos prioritários, sendo pessoas com 60 anos ou mais, os trabalhadores de saúde, as crianças na faixa etária entre seis meses a cinco anos incompletos (4 anos, 11 meses e 29 dias), gestantes, mulheres até 45 dias após o parto e os grupos portadores de doenças crônicasLimeir

A administração recomendou ainda que as pessoas tomem medidas de controle de higiene, como lavar as mãos, utilizar álcool em gel, evitar o contato com pessoas doentes e evitar lugares com aglomeração de pessoas.

Limeira


A Prefeitura de Limeira (SP) espera resultados de exames sobre cinco mortes de pessoas internadas em hospitais que podem ter relação com a gripe H1N1. A informação foi divulgada pela Prefeitura na quinta-feira (7). Os óbitos em investigação, segundo a pasta, também podem ter ligação com outros tipos de gripe, como a Influenza A H3N2 e a Influenza B.

Até a noite desta quinta, a cidade tinha um caso de H1N1 confirmado pela Secretaria de Saúde. A paciente era uma menina de 6 anos, que já recebeu alta do hospital. A coordenadora da Vigilância Epidemiológica em Limeira, Amélia Maria Pereira da Silva, disse que os casos ainda em apuração são de pessoas entre 50 e 60 anos e que o resultado dos exames demora de 10 a 15 dias.

São Pedro

São Pedro (SP) confirmou, na tarde de sexta-feira (8), que investiga uma morte suspeita por gripe H1N1 no município. De acordo com a Secretaria de Saúde, o homem de 57 anos era morador da zona rural e possuía problemas cardíacos. Ele apresentou febre alta e outros sintomas do vírus influenza e já estava tomando a medicação indicada pela Vigilância Epidemiológica desde quinta-feira.

 

A morte aconteceu nesta sexta-feira em Águas de São Pedro (SP). Nelson de Jesus Gonçalves Zatti foi socorrido pelo Corpo de Bombeiros até uma unidade de saúde do município, mas já chegou ao local em óbito. A Prefeitura confirmou que a vítima foi atendida no pronto-atendimento da cidade na terça (5) e na quinta-feira, mas não ficou internada e estava recebendo o tratamento em São Pedro.

A administração municipal de São Pedro informou que aguarda o resultado dos exames de sorologia para saber se a causa da morte foi ou não gripe H1N1. O Executivo disse ainda, em nota oficial, que, até esta sexta-feira (8), não existem outros casos suspeitos da doença no município.

Surto de H1N1

A campanha nacional de vacinação contra influenza começa no dia 30 de abril e vai até 20 de maio, segundo o Ministério da Saúde. Nesta segunda-feira (28), o estado de São Paulo pediu para o governo federal antecipar a campanha diante do aumento de casos de H1N1. O ministério afirmou, porém, que isso não é possível já que o produto só é entregue pelo laboratório produtor nos meses que antecedem o inverno.

O Brasil já teve 71 casos de morte por H1N1 em 2016, até 26 de março, segundo o Boletim Epidemiológico de Influenza do Ministério da Saúde, divulgado nesta segunda-feira (4). No ano passado inteiro, foram 36 mortes por H1N1 no país. Segundo o Ministério da Saúde, foram registrados 444 casos de síndrome respiratória aguda grave (SRAG) pela Influenza A/H1N1 este ano.

 

Fonte: G1






Link:





Deixe seu Comentário


Newsletter
Cadastre seu email e receba nossos informativos e promoções de nossos parceiros.