Anterior

Osasco e Vila Belmiro sediam finais do Paulistão

25/04/2016

Anterior

Próxima

Asta pede auxílio de Sardelli sobre projetos habitacionais

25/04/2016

Próxima
25/04/2016 - 19:26
Esgoto sem tratamento contamina captação de água em Sumaré



 

População deve racionalizar o consumo de água nos próximos dias

 

Por medida de segurança e garantia da qualidade da água distribuída, a Odebrecht Ambiental, responsável pelos serviços de água e esgoto de Sumaré, reduziu a captação de água na represa do Horto Velho. Desde a última sexta-feira (22/04) o manancial que abastece 15% da cidade está contaminado por ocorrência de lançamentos contínuos de esgoto sem tratamento no Ribeirão Jacuba, principal formador da Represa do Horto Velho e que tem sua formação em Hortolândia.

 

A Cetesb (Companhia de Tecnologia de Saneamento Ambiental) foi acionada, já esteve no local na tarde desta segunda feira (25/04) e deve emitir um parecer sobre o crime ambiental que está comprometendo o abastecimento de água na cidade. A suspeita é de que algum município ou indústria localizado na região de Hortolândia esteja despejando esgoto sem tratamento e comprometendo completamente a qualidade da água. A contaminação é visível na represa. 

 

Para atender a situação de maneira emergencial, a Odebrecht Ambiental está realizando manobras no sistema para que a região abastecida pela represa do Horto Velho receba o mínimo de água possível por meio dos outros sistemas que abastecem a cidade, represas do Horto Novo e do Marcelo.

 

Alguns clientes já relataram problemas no abastecimento desde 22 de abril já que o volume de água disponível para abastecer todo o município foi reduzido de 350 L/s, para 225 L/s. A concessionária está utilizando caminhões pipa com prioridade para escolas e hospitais e trabalha para solucionar a questão o mais rápido possível.

 

A Odebrecht Ambiental está monitorando a qualidade da água que chega a represa por meio de analises durante o dia todo. Sem conhecer a origem e a quantidade do despejo realizado, não é possível afirmar quando a situação será completamente solucionada. A concessionária esta estudando novas formas de captação e abastecimento para a região mais afetada, nos bairros João Paulo, Planalto do Sol, Veccon, Ravagnani, João de Vasconcelos, Vila Miranda, Parque Florença, Versalhes, Vila Carlota e Vila Juliana.

 

A empresa aguarda parecer oficial da CETESB enquanto trabalha em medidas emergenciais e pede que a população colabore racionalizando o consumo de água nos próximos dias já que a produção de água neste período esta pelo menos 35% menor que o normal.  A empresa está disposição pelo telefone 08007710001 ou pelo site www.odebrechtambiental.com.







Link:





Deixe seu Comentário


Newsletter
Cadastre seu email e receba nossos informativos e promoções de nossos parceiros.