Segurança no trânsito para todos

Segurança no trânsito para todos

Por Chico Sardelli 20/10/2017 - 16:31 hs
Segurança no trânsito para todos
Chico Sardelli é deputado estadual pelo Partido Verde

 

Questões referentes ao trânsito frequentemente ganham destaque na mídia, principalmente pelo alto número de acidentes e de mortes. Uma polêmica recente também se estabeleceu com a aprovação pelo Senado do projeto de lei que libera o porte de armas para agentes de trânsito enquanto estiverem em serviço. Diversos segmentos e prefeitos têm se manifestado contrários a essa medida e particularmente também espero que a proposta não seja sancionada pelo presidente Michel Temer, sob o risco de gerar ainda mais insegurança.

 

A correria e o estresse no dia-a-dia refletem-se diretamente em maior agressividade no trânsito, acarretando em mais violência, acidentes e mortes. Dados do Movimento Paulista de Segurança no Trânsito, do Governo do Estado de São Paulo, apontam quase 15 óbitos por dia, em média, no trânsito paulista. A maioria das vítimas é por colisão entre veículos, seguidas por atropelamentos e choques do veículo com um obstáculo fixo.

 

As mortes provocadas por motocicletas continuam aumentando. De acordo com a Polícia Rodoviária Federal, no primeiro semestre deste ano foram registrados quase 9 mil acidentes graves em rodovias federais, que são aqueles que registram pelo menos um ferido grave ou um óbito. Esses acidentes resultaram em mais de 41 mil feridos e 3.060 óbitos.


Os números continuam alarmantes: somente este ano, já foram registradas mais de 13 milhões de infrações por excesso de velocidade nas vias e estradas do Brasil, liderando o ranking das mais cometidas por motoristas brasileiros. Outras infrações que estão entre as dez mais cometidas até agosto deste ano estão dirigir sem cinto de segurança; avançar no sinal vermelho e estacionar em local não permitido. Os acidentes estão concentrados em um público jovem ainda, entre 25 e 34 anos, a maioria do sexo masculino.


Em meio a esses números e ao ambiente negativo que hoje envolve o trânsito, destaco como muito positivas as ações e políticas públicas do Movimento Paulista de Segurança no Trânsito, que tem como meta reduzir pela metade as vítimas fatais nos acidentes de trânsito no Estado até 2020. Para atingir esse objetivo o governo intensificou esforços em medidas voltadas para educação no trânsito e segurança nas vias.


Acompanhei o governador Geraldo Alckmin na assinatura de convênios de mais alguns municípios com o Detran-SP e o Movimento Paulista, entre eles Americana, Assis, Bragança Paulista, Guarujá, Itu, Piracicaba e Santos. Juntos, receberão R$ 8 milhões para melhorias em ruas e avenidas, além de campanhas de educação no trânsito. Muitos acidentes podem ser evitados com mais prudência, tolerância e consciência por parte de motoristas, motociclistas, ciclistas e pedestres, mais fiscalização e investimentos também são necessários. Ações conjuntas que representarão mais segurança no trânsito para todos.