Os 40 anos do Polivalente

Por Chico Sardelli 03/11/2017 - 10:03 hs
Os 40 anos do Polivalente
Chico Sardelli é deputado estadual pelo Partido Verde

 

Uma escola referência na cidade de Americana é o Polivalente. Em seus 40 anos de atividades, comemorados recentemente, a própria história confirma o reconhecimento que essa unidade de ensino tem da nossa comunidade. São milhares e milhares de alunos que por ali já passaram, especialmente na formação técnica.

 

É um sentimento de orgulho para qualquer família ter um filho estudando no Polivalente. Ao longo dos anos seu nome já passou por diversas alterações, começando em 1977 como Colégio Polivalente, depois Escola Técnica Estadual de Americana (Etea), com a incorporação ao Centro Paula Souza. Alguns anos depois passou para Escola Técnica Estadual Polivalente de Americana, surgindo a sigla Etepa e posteriormente Etecpa. Hoje é Etec Polivalente de Americana, mas de fato a nomenclatura é o menos relevante. Para qualquer pessoa de Americana que se perguntar sobre a escola da avenida Nossa Senhora de Fátima prontamente a resposta será Polivalente.

 

Politicamente, para que a escola se tornasse uma realidade, foi fundamental a atuação do então prefeito Abdo Najar, que em 1970 começou a tratar com o governo federal da criação de uma escola profissionalizante no município. O ex-prefeito e ex-deputado estadual Jairo Azevedo foi o responsável pela doação de uma parte da área para construção da escola e a Prefeitura fez a desapropriação de mais uma parte do terreno, completando 48 mil metros quadrados de área.

 

Numa parceria entre Prefeitura, governo do Estado e governo federal, o Colégio Polivalente foi inaugurado em outubro de 1977, pelo então prefeito Ralph Biasi. Ao ser integrada ao Centro Paula Souza, em 1981, o então prefeito Waldemar Tebaldi doou o imóvel ao Estado. Eu era jovem quando a escola começou a funcionar e me lembro do grande interesse dos alunos que concluíam o ginásio pelos cursos técnicos do Polivalente, como administração, secretariado, mecânica e edificações.

 

Nessas quatro décadas o ensino técnico foi se expandindo, outros cursos sendo implantados, conforme as necessidades do mercado. Neste ano, são 2.300 estudantes matriculados, nos 18 cursos técnicos e integrados, junto com o ensino médio.  

 

Nesses 40 anos a Etec vem contribuindo com o desenvolvimento de Americana e região, preparando profissionais capacitados para o mercado de trabalho e cidadãos de bem. Esse crescimento certamente se atribui ao empenho de diretores, professores, coordenadores, funcionários e alunos em geral. Uma escola pública de qualidade, importante para a cidade, de fato Polivalente e que merece o reconhecimento que conquistou.