João Pereira apela a Alckmin para zerar fila de exames e cirurgias em Hortolândia

João Pereira apela a Alckmin para zerar fila de exames e cirurgias em Hortolândia

Por Roberto 16/03/2017 - 20:25 hs

João Pereira apela a Alckmin para zerar fila de exames e cirurgias em Hortolândia
Professor João Pereira faz moção a Geraldo Alckmin

Um apelo foi feito ao Governador Geraldo Alckmin durante a sessão desta segunda-feira (13 de março) para zerar as filas de pacientes em espera por exames e cirurgias na cidade de Hortolândia. Este apelo veio através de uma Moção n43/2017, elaborada pelo vereador Professor João Pereira (PV), após perceber que um mutirão lançado pelo governo do estado não contemplaria a cidade.

A secretaria de Saúde do Estado anunciou no começo de março que fará um mutirão de atendimentos para reduzir a demanda por exames e cirurgias em São Paulo em 93 hospitais estaduais e 63 AMEs (Ambulatórios Médicos de Especialidade). A previsão é atender 130 mil pacientes entre os dias 18 e 25 de março.

A notícia é boa para o Estado, mas não para Hortolândia, que não será contemplada com este mutirão por não possuir hospital estadual ou AME, e isso foi o que motivou o vereador a criar a Moção de Apelo ao governador.

Andando pela cidade de Hortolândia é de cortar o coração ver o quanto nosso povo sofre com a espera de cirurgias e exames de alta complexidade que são dever do Estado. O município atua no setor primário da saúde que são as PSFs, USFs, UPAs e o Hospital Municipal, mas a alta complexidade é feita pelo Estado, e temos muitas pessoas aguardando cirurgias de catarata, varizes, rins, pulmões na nossa cidade”, explicou o vereador.

O vereador questiona o governo estadual sobre o que pode ser feito pela população de Hortolândia que sofre com filas imensas e demoradas para consultas, exames e cirurgias. “A Saúde é prioridade? Onde? Somos o Estado mais rico do Brasil, mas temos milhares de pessoas esperando por cirurgias, aqui na cidade quando alguém consegue a cirurgia nas cidades da região, depois tem problema para conseguir a medicação. Queremos um tratamento digno para a nossa população. Vamos trazer mutirões para nossa cidade, vamos zerar as filas, vamos tratar a população com respeito”, ressaltou.