Dois são presos em SB e Americana por falsificar históricos e certificados de faculdades

Vendia a interessados

Por Roberto 18/05/2016 - 09:05 hs

Dois são presos em SB e Americana por falsificar históricos e certificados de faculdades
Dupla falsificava e vendia documentos escolares

Dois jovens de 21 e 25 anos foram presos nesta terça-feira (17) por falsificação de histórico escolar e certificados de ensino médio, cursos técnicos e faculdades. De acordo com a Polícia Civil de Capivari (SP), responsável pela investigação, a dupla faz parte de um grupo que “fabrica” e vende documentos para  pessoas de todos os municípios de São Paulo, além de outros estados do país. Com os suspeitos, foram apreendidos ainda computadores e papéis para impressão. Os homens foram encaminhados para o Centro de Detenção Provisória (CDP) de Piracicaba (SP).

Segundo a investigação, a dupla chegou a vender os documentos falsificados para centenas de pessoas, que faziam os pedidos pela internet. Os preços variavam de R$ 300, em caso de históricos escolares, até R$ 800, quando se tratavam de certificados de universidades públicas e privadas. Os dois jovens foram presos dentro das residências em Santa Bárbara d’Oeste (SP) e Americana (SP).

As entregas dos certificados e dos históricos escolares eram feitas em mãos pelos suspeitos, exceto em caso de pedidos de outros estados, quando os criminosos enviavam os documentos pelos Correios. No computador de um dos jovens, foram encontradas as matrizes dos materiais. Para falsificar os papéis, a dupla apenas colocava os nomes de quem fazia a solicitação no computador e realizava as entregas.

Investigação


A Polícia Civil já havia prendido outro integrante da quadrilha há dois meses. A investigação chegou  ao primeiro suspeito após uma denúncia enviada pela Polícia Federal de que o jovem vendia documentos falsos através de uma rede social. Depois de monitorar o Facebook do rapaz, os policiais prenderam o criminoso na Rodoviária de Capivari (SP) no dia 22 de março, enquanto fazia uma entrega.

Na ocasião, o computador do suspeito também foi apreendido e, através de informações armazenadas no aparelho, a Polícia Civil chegou aos outros dois jovens presos nesta terça-feira. A investigação não acredita que outras pessoas estejam envolvidas e agora deve chamar todas as pessoas que compraram os certificados falsos para prestar depoimento. Elas podem ser indiciadas por uso de documento falso.

Segundo o investigador Mauro Roberto de Souza, além de históricos e certificados, o grupo também falsificava documentos de identidade, CPFs, carteiras de estudante e comprovante de residências. “O tipo de falsificação era muito amplo, eles falsificavam vários tipos de documentos, mas a prioridade era histórico escolar e certificado. Tinha documento de escola estadual, curso técnico, faculdades e outras instituições”, afirmou.

O documento mostrado pela Polícia Civil na foto acima é da Escola Estadual Vicente de Carvalho, em Guarujá (SP). ASecretaria Estadual de Educação informou ao G1 que a Diretoria Regional de Ensino de Santos (SP), que responde pelo município, não foi comunicada sobre nenhuma operação da polícia de Capivari (SP), nem de alguma suspeita de falsificação de documentos da instituição.

Polícia Civil prendeu dois jovens por falsificação de documentos (Foto: Tonny Machado/Raízes FM)Polícia Civil prendeu dois jovens por falsificação de documentos (Foto: Tonny Machado/Raízes FM)
Fonte: G1