Agência de viagens de Vinhedo é acusada de aplicar golpes em clientes

Prejuízo de R$ 500 mil

Por Roberto 22/05/2016 - 21:44 hs

Agência de viagens de Vinhedo é acusada de aplicar golpes em clientes
Famílias de clientes se unem em rede social para denunciar empresa

Uma agência de viagens de Vinhedo (SP) é acusada por clientes da região de aplicar golpes na venda de pacotes de turismo. As famílias, que pagaram viagens nacionais e internacionais e também compraram moeda estrangeira, se organizaram nas redes sociais para denunciar a empresa. O caso está sendo investigado pela Polícia Civil e um inquérito deve ser aberto após o registro de boletins de ocorrência.

Entre as supostas vítimas estão pelo menos 30 famílias e o prejuízo é avaliado em R$ 500 mil. A agência  Alloha Turismo, que funciona no centro da cidade, está com cartaz de reforma e os donos não atendem mais as vítimas pelo celular.

Drama vivido por vítima

Uma das vítimas do golpe, que não quis ser identificada, disse que o mais difícil foi ter que explicar o ocorrido para os filhos. "Quem tem criança sabe o que representa uma viagem para a Disney, então a hora que peguei os dois e falei assim: 'olha , o papai não sabe se a gente vai viajar', foi difícil", conta.

O homem perdeu R$ 23 mil, dinheiro que também seria usado para a compra de dólares. A viagem para a Disney está marcada para este mês, mas a moeda americana também não foi entregue. "Ele simplesmente não mais atendeu o telefone e nem chamadas por mensagem", diz a vítima.

A vítima mostrou para a equipe da EPTV, afiliada da TV Globo, as mensagens trocadas pelo celular onde cobra o dinheiro entregue ao dono da agência de viagens. Ele então mostrava comprovante de depósitos que nunca foram feitos. [Veja as imagens no vídeo acima]

"Ele usava desse artifício de ficar tentando criar expectativa em que você receberia o valor de volta", conta a vítima. Algumas conversas foram gravadas e são com o homem que seria o dono da agência e com a mulher dele. Os dois são de família conhecida em Vinhedo e não atendem mais os celulares. 

A agência de viagens vende pacotes turísticos há muitos anos. Na porta do estabelecimento foi deixado um aviso dizendo que o prédio está em reforma e um email para contato. Os comerciantes vizinhos dizem que os donos não aparecem no local há muito tempo."Faz uns 30 dias mais ou menos que eles não estão ai", diz um comerciante vizinho.

Estelionato e crime contra o sistema financeiro
Pelo menos 15 boletins de ocorrência já foram feitos contra a agência de viagem e a Polícia Civil de Vinhedo já abriu um inquérito. Segundo o advogado Carlos Wolk Filho os donos podem ser indiciados por estelionato.

"Se for comprovado que eles agiam na compra e venda de moeda, no mercado de câmbio sem a autorização do Banco Central eles podem ainda ser responsabilizados e processados por crime contra o sistema financeiro", afirma o advogado.

Além de ir até a agência, a reportagem tentou contato com os donos por telefone, mas não conseguiu.

 

Fonte: G1