Sumaré terá a primeira Festa da Cultura Afro-brasileira no Dia da Consciência Negra

Por Roberto 17/11/2017 - 12:39 hs

Sumaré terá a primeira Festa da Cultura Afro-brasileira no Dia da Consciência Negra
Sumaré promove Festa Cultural no Dia da Consciência Negra
Evento organizado pela Comissão de Direitos Humanos terá música, dança, arte, moda e culinária da cultura africana.


A Câmara de Sumaré promove na próxima segunda-feira, dia 20 de novembro, a primeira Festa da Cultura Afro-Brasileira da cidade, em comemoração ao Dia da Consciência Negra. O evento tem início pela manhã, com a entrega do Diploma “Zumbi dos Palmares” e termina no final da tarde com atividades culturais, exposições e apresentações de música, dança e arte.


“Reafirmamos nosso compromisso com a comunidade negra e sua importância histórica para nosso país. Por isso, fizemos a proposta para ampliar as festividades do Dia da Consciência Negra na cidade, passando de uma solenidade interna para uma atividade cultural ampliada”, explicou o presidente da Comissão de Direitos Humanos da Câmara de Sumaré, vereador Willian Souza (PT), que será um dos homenageados durante a sessão solene.


Além do vereador, o Diploma de Honra ao Mérito será entregue ao comerciante José Sedinei Leite Junior, ao operário da Fábrica Ocupada Flaskô, Manoel Porto de Carvalho, à professora e membro do Conselho Municipal da Igualdade Racial, Ângela Maria Borges de França e à autônoma Maria de Fátima da Conceição Santos Silva, que é moradora da Ocupação Vila Soma. As indicações foram feitas pelo ex-vereador, Alan Cardeque Simões de Almeida, principal referência do movimento negro da cidade.


FESTA CULTURAL


A partir das 13h, o evento acontece na frente da Câmara de Sumaré, com exposição de quadros, apresentações música, dança, além da feirinha de artesanato, acarajé, moda, pintura em tecido e turbantes. O grupo de Capoeira Guerreiro dos Palmares de Sumaré e o grupo de rap, A Família, também farão apresentações especiais durante a tarde.


“Desde 2002, quando o feriado do Dia da Consciência Negra foi instituído, será o primeiro grande evento que a cidade realiza para valorizar a cultura afro-brasileira. Também serve  para ressaltar nossas posições contrárias ao preconceito, discriminação, racismo, intolerância de qualquer natureza e até mesmo a outros interesses que reprovam o feriado municipal”, concluiu Willian.


A Comissão de Direitos Humanos é formada também pelos vereadores Márcio Brianes (PCdoB), Rudinei Lobo (PRB), Sebastião Correa (PTB) e Josué Cardozo (SDD). A Câmara de Sumaré fica na Travessa 1º Centenário, nº 32, Centro.