Funileiro é preso após arremessar filha de 17 dias sobre muro de 2,5 metros de altura no São Joaquim

Por Roberto 13/05/2018 - 18:34 hs

Funileiro é preso após arremessar filha de 17 dias sobre muro de 2,5 metros de altura no São Joaquim
Local onde a criança caiu após ser jogada pelo pai; homem está preso (Imagem GCM)

O funileiro Diogo Aparecido Machado, de 25 anos, morador em Santa Bárbara d'Oeste, foi preso em flagrante na tarde deste domingo (13), após arremessar sua filha de apenas 17 dias de vida(nasceu em 26 de abril) sobre um muro de 2,5 metros de altura. O caso ocorreu por volta de 13h45 na residência da família, na Rua Águas de São Pedro, 251, bairro São Joaquim. A bebê foi socorrida e está hospitalizada e seu estado é estável.


Os guardas municipais Silone e Juliana compareceram até o endereço citado e apuraram que o indiciado Diogo após discutir com sua amásia A.A., de 19 anos, ajudante de cozinha, retirou a filha Maria Júlia de Araújo Machado dos braços da mãe e arremessou sobre o muro de 2,5 metros de altura, vindo a cair no chão. 


A testemunha V. E. G., proprietária de imóvel vizinho onde a criança caiu, imediatamente a pegou nos braços e entregou para a mãe. A bebê foi socorrida pela mãe e populares até o Pronto-Socorro Dr. Edison Mano, na Vila Maria, onde permaneceu internada para exames complementares tendo em vista que o médico plantonista suspeita que a criança tenha sofrido traumatismo craniano. O vizinho estava no quarto dele quando viu um cobertor de criança arremessado e logo ouviu gritos "jogou a criança" e quando saiu no corredor de sua casa deparou com a bebê caída sobre areia e concreto de construção. 


Diogo recebeu voz de prisão por tentativa de homicídio, sendo encaminhado ao plantão policial, onde o delegado Gabriel Fagundes Toledo Neto o autuou em flagrante delito, permanecendo preso na cadeia local até a audiência de cuistódia a ser realizada nesta segunda-feira, uma vez que o crime é inafiançável.