Amigo serve para quê?

Por José Renato Nalini 10/02/2021 - 13:53 hs
Amigo serve para quê?
José Renato Nalini é reitor da Uniregistral, docente da Uninove e presidente da Academia de Letras


        

Diz-se que amigo tem de ser bom, porque é objeto de escolha. Parente é acidente. Ninguém pede para ser primo de alguém com quem não se consegue ter empatia. Amigo, na canção, é para se guardar a sete chaves, no lado esquerdo do peito.


Encontro um texto não recente, e não sei quem é seu autor, que fala sobre aquilo que um amigo pode fazer. Não pode acabar com todos os problemas, dúvidas ou medos. Mas pode ouvir. Talvez juntos, seja mais fácil encontrar alternativas.


Amigo não tem condições de apagar as mágoas e ressentimentos. Nem de cicatrizar o passado. Muito menos, decidir o futuro da pessoa querida. Mas pode estar presente no presente. E ter alguém com quem compartir as dores já é muita coisa.

           

A amizade não inibe as quedas. Mas é a mão que segura e ajuda a erguer. As alegrias, vitórias, triunfos e sucessos não pertencem ao amigo, mas ele se alegra com tudo isso.

           

Se o amigo não toma decisões senão para si mesmo, nem lhe compete julgar as opções do outro, reveste as melhores possibilidades para aconselhar, apoiar, encorajar, ouvir. Principalmente ouvir. Todos querem hoje falar, ninguém se dispõe a ouvir.

           

Um amigo não traça limites, não impõe regras. Mas é provável possa ajudar a pensar e a encontrar caminhos menos arriscados. Uma boa amizade é um farol a indicar providências para o crescimento, estratégias para o autoconhecimento, fórmulas de se aceitar como se é, sem temer a rejeição.

           

A amizade não salva o coração de ser despedaçado pela dor, pela mágoa, pela perda, pela tristeza. Só que chorar com o amigo é mais reconfortante. Um amigo é aquele que sabe nos ajudar na tarefa de catar os pedaços e reconstruir-se. O quanto for possível.

           

Um amigo é um confidente. É uma alma que espelha a nossa. Não existe para dizer quem somos ou como deveríamos ser. É aquela pessoa que nos ama e a quem podemos chamar de amigo.

 

José Renato Nalini é Reitor da UNIREGISTRAL, docente da Pós-graduação da UNINOVE e Presidente da ACADEMIA PAULISTA DE LETRAS – 2021-2022.