Seja bem vindo
Santa Bárbara,26/02/2024

  • A +
  • A -
Publicidade

Pária Ambiental ou Potência Ecológica?

Pária Ambiental ou Potência Ecológica?


OBrasil tem condições de deixar de ser o “Pária Ambiental” dos últimos anos parase converter em promissora “Potência Ecológica”. Não é palpite ou achismo. É aopinião de Klaus Schwab, o famoso criador do Fórum Econômico Mundial, cujaatuação é notável no delinear as diretrizes para a economia de hoje e doamanhã.


Essareunião mundial reúne a nata do capitalismo a cada ano, em Davos, na Suíça. Eleacredita que o país possa ganhar mais influência em temas como transiçãoenergética, pois conta com cérebros mundialmente respeitados, como JoséGoldemberg e também porque vai sediar eventos como a reunião do G20, grupo dospaíses mais ricos do planeta.

 

Aeconomia brasileira precisa elevar o nível de investimento e isso requer aparticipação do setor privado. Há trilhões de euros e dólares à espera de que oBrasil dê o sinal verde para o comércio oficial de créditos de carbono. É que omundo está na economia verde e o Brasil teria muito a oferecer, se o governo sepreocupasse mais com coisas sérias e não com a repartição do butim entreapaniguados.

 

ParaKlaus Schwab, o Brasil tem o potencial para se tornar uma ecopower – potênciaecológica. Enormes oportunidades para energia eólica e energia solar. Sem falarna Amazônia e no potencial de absorção do carbono, mas que também é importantecomo fonte de biodiversidade. O mundo sabe disso.

 

Tantoao presidir o G20 em 2024 e a COP – Conferência das Nações Unidas para o MeioAmbiente em 2025, o Brasil tem condições de influenciar a agenda de formaimportante. Mas é urgente encarar os desafios. O maior deles, continua a ser aRegularização Fundiária, pressuposto para poder responsabilizar e punir, comseveridade, os desmatadores, os grileiros, os genocidas dos indígenas e dosdefensores da floresta. Em seguida, regularizar o mercado oficial do crédito decarbono. É inacreditável que esse mercado florescente no restante do mundo sejaainda pífio aqui no Brasil, o maior fornecedor potencial de créditos, porinércia governamental.

 

Estánas mãos do Brasil escolher sua posição: Pária Ambiental, rechaçado por toda acivilização, ou Potência Verde, bajulado pelos países que necessitam de nossasflorestas para sobreviver. Qual a sua escolha?

 

José Renato Nalini é Reitor daUNIREGISTRAL, docente da Pós-graduação da UNINOVE e Secretário-Geral daACADEMIA PAULISTA DE LETRAS.  





COMENTÁRIOS

LEIA TAMBÉM

Buscar

Alterar Local

Anuncie Aqui

Escolha abaixo onde deseja anunciar.

Efetue o Login