Sala Watari recebe o Quarteto de Cordas Sagarana

Por Roberto 01/12/2019 - 21:22 hs

Sala Watari recebe o Quarteto de Cordas Sagarana
Quarteto de Cordas Sagarana

 


Grupo de premiados artistas se apresenta no dia 07 de dezembro em Campinas

 

O Quarteto de Cordas Sagarana é a próxima atração da Sala Watari, um espaço dedicado à música de câmara no distrito de Barão Geraldo, em Campinas, no dia 07 de dezembro, às 20h. O grupo encerra a programação de concertos da sala deste ano.


O Quarteto Sagarana foi formado em 2017 por integrantes da Orquestra Filarmônica de Minas Gerais. Unindo seus talentos e vasta experiência em música de câmara, seus membros tem se apresentado na cena camerística de Belo Horizonte, em séries de concertos em casas particulares, em eventos e na espaços como a Sala Minas Gerais, marcando presença nas duas edições da série de música de câmara da Filarmônica, estreando peças de compositoras como Gabriela Lena Frank.


Os integrantes da equipe colecionam conquistas e grandes aprendizados no cenário da música de câmara nacional e internacional. A brasileira Roberta Arruda, que começou a estudar música ainda criança em Campinas, e a sérvia Ana Zivkovic se apresentam nos violinos. Na viola, o russo Mikhail Bugaev e, completando o quarteto, no violoncelo, Philip Hansey, fundador e diretor artístico do Quadra Island Festival de Música de Câmara, no Canadá. O repertório conta com obras de Mozart (1756-1791), Giacomo Puccini (1858-1924) e da pianista e compositora contemporânea Gabriela Lena Frank.


Sala Watari

A curadoria dos eventos na Sala Watari está nas mãos de Mauricy Martin e Fernando Hashimoto, músicos e professores no Instituto de Artes da UNICAMP. Em parceria com a Direção Cultura, a programação de concertos de 2019 do espaço contou com a presença do Trio Arkduk e dos pianistas Sonia Rubinsky, Luca Buratto e Cristian Budu, e agora encerra a temporada com a apresentação do Quarteto de Cordas Sagarana. A Sala Watari fica na Rua Fonte das Flores, s/n, no distrito de Barão Geraldo, em Campinas, na altura do quilômetro 16 da Estrada da Rhodia.


Quarteto de Cordas Sagarana: conheça os músicos

Roberta Arruda

Começou a estudar música em Campinas aos sete anos de idade, primeiro com a flauta doce e depois com o violino. Na juventude, participou dos mais importantes festivais brasileiros, tocou como solista em Campinas e São Paulo e, em 2001, integrou a Orquestra Jovem das Américas. Foi premiada no Concurso Jovens Instrumentistas de Piracicaba e no Concurso de Música de Câmara Henrique Nuremberg. Com uma bolsa da Fundação Vitae, Roberta estudou por dois anos na Academia Franz Liszt de Budapeste, na Hungria. Após aperfeiçoar-se também em Munique, na Alemanha, mudou-se para os Estados Unidos, onde completou mestrado com bolsa completa e recebeu o prêmio na Concerto Competition. Em 2012, começou a lecionar na New Mexico State University, onde ficou por três anos.

 

Ana Zivkovic

Ana começou a tocar violino na Escola Primária de Música em sua cidade natal, Belgrado. Após graduar-se pela Faculdade de Música de Belgrado, em 2002, continuou se dedicando ao violino na Academia de Música de Mannheim, na Alemanha. Tornou-se Mestre ao interpretar como solista a Fantasia Escocesa de Max Bruch com a Sinfônica de Baden-Baden.

Recebeu o primeiro lugar no Serbia State em 1996 e os segundos lugares no Prêmio Nacional da Iugoslávia Novi Sad em 1996 e no Prêmio Internacional em Paris. Em duas ocasiões, Ana recebeu também o Prêmio Internacional de Streza, na Itália – primeiro em 1994, como solista, e depois em 1995, ao lado de um trio, ocupando a segunda posição. De 2000 a 2002, integrou o Quarteto de Cordas da Orquestra de Câmara Dusan Skovran de Belgrado e atuou como assistente de spalla na Orquestra de Câmara de Mannheim. Antes de mudar-se para Belo Horizonte, Ana atuou na orquestra alemã Badische Staatskapelle Karlsruhe e na orquestra Neue Philharmonie Westfalen.