Estudo mostra como líderes do mercado mundial vêm se preparando nos últimos anos para enfrentar crises, como a do Coronavírus

Por Roberto 25/03/2020 - 13:20 hs

Estudo mostra como líderes do mercado mundial vêm se preparando nos últimos anos para enfrentar crises, como a do Coronavírus
Wilhelm Goschy, CEO da Staufen


A incerteza na indústria está crescendo e, com um número cada vez maior de infectados, na Alemanha, o governo federal prometeu apoio financeiro à economia. "Mesmo que as notícias atuais tornem isto uma tarefa difícil, precisamos também pensar à respeito do período pós-pandemia", afirma Wilhelm Goschy, CEO da Staufen. “E os resultados do nosso estudo são encorajadores. A maioria das principais empresas alemãs melhorou deliberadamente sua capacidade de reagir e mudar. Isso permite que elas respondam mais rapidamente a choques externos, provavelmente até aumentando suas posições como líderes de mercado mediante a concorrência".



Além disso, após mais de dez anos de recuperação econômica, as empresas ainda têm muito espaço para melhorias. Quando perguntados sobre suas reservas de eficiência, 7% dos entrevistados disseram que eram ‘muito grandes‘, 61% ainda disseram que eram ‘razoavelmente grandes‘. "Além disso, mais de 50% das empresas admite que ‘engordaram‘ no passado", disse Goschy, CEO da Staufen. "Eles sabem que nos anos bons eles não definiram seu mecanismo de eficiência para o extremo e, portanto, não precisam recorrer a cortes claros. Com medidas direcionadas, essas empresas podem sofrer uma grande mudança interna para estarem, desde o início, na vanguarda da próxima guinada de crescimento“.



As empresas pesquisadas concordam que "coragem, paciência e previsibilidade são muito importantes" em tempos de turbulência econômica. Para o consultor de negócios Goschy, essa abordagem faz a diferença: “Por exemplo, as oportunidades de digitalização não foram utilizadas com rapidez suficiente nos últimos anos, especialmente em empresas de médio porte. Embora o contato com clientes e fornecedores muitas vezes já esteja digitalizado, a maioria dos processos internos não está". No decorrer das próximas crises mais graves, por exemplo, os processos diretos e indiretos devem ser ainda mais simplificados. "As crises revelam impiedosamente fraquezas como a dependência excessiva de fornecedores únicos ou os déficits trazidos por uma estrutura organizacional hierárquica", observou Goschy. "No entanto, os resultados de nosso estudo mostram que as empresas também podem se preparar especificamente para situações excepcionais. Ou como o escritor suíço Max Frisch disse: “Uma crise é um estado produtivo. Você apenas precisa remover o gosto amargo do desastre.


Cadeias de suprimentos ameaçadas, feiras e viagens de negócios canceladas e displays de álcool gel nos portões das fábricas - o coronavírus tomou conta da indústria. O quão bem as empresas sairão da crise depende em grande parte de como os últimos anos foram usados para melhorar seus próprios processos. Segundo um estudo recente da consultoria empresarial Staufen, os líderes mundiais do mercado aparentemente fizeram o dever de casa. Nos últimos dois anos, cerca e 75% deles melhoraram sua resistência a crises, formando uma base sólida. A pesquisa ouviu um total de 231 empresas alemãs, líderes mundiais em seu setor.

 

Sobre a Staufen

Dentro de cada empresa sempre há uma ainda melhor. Com esta convicção, a Staufen assessora e qualifica empresas e seus funcionários há mais de 25 anos em suas jornadas de transformação, rumo à alta performance. Os mercados estão em movimento - a pressão competitiva é enorme. A Staufen auxilia seus clientes às mudanças certas, aumentando a produtividade, a qualidade e a capacidade para inovação.

Com estratégias e métodos adequados, a empresa de consultoria em transformação internacional garante um sucesso rápido e mensurável. Para alavancar o potencial disponível em todas as empresas, os consultores da Staufen estabelecem uma cultura de mudança viva e sustentável, juntamente com seus executivos e funcionários.

A subsidiária da Staufen, a Staufen Digital Neonex, apoia empresas industriais de médio porte em seu caminho para a transformação digital. A Academia de treinamentos da Staufen também oferece workshops práticos e certificados. Com escritórios espalhados pelo mundo, mais de 340 funcionários atendem clientes de todos os continentes. Em 2020, a Staufen foi reconhecida pela marca alemã eins Wissen como “Melhor Consultoria” pelo sétimo ano consecutivo. De acordo com o renomado estudo da indústria "Hidden Champions 2020", a empresa é a melhor consultoria de gestão Lean da Alemanha e foi homenageada várias vezes com o prêmio "Best of Consulting" da revista "Wirtschaftswoche".