Comércio não essencial volta a funcionar parcialmente na 2ª feira

Por Roberto 12/07/2020 - 13:15 hs

Comércio não essencial volta a funcionar parcialmente na 2ª feira
Comércio de Limeira volta a funcionar parcialmente a partir desta segunda

Limeira vai seguir a atualização do governo estadual do Plano SP, que prorroga a quarentena até o dia 30 deste mês. Com a mudança da fase vermelha para a laranja, a partir desta segunda-feira, dia 13, o comércio poderá abrir novamente, porém, com limitações. Esta etapa permite funcionamento com 20% da capacidade de atendimento presencial em escritórios em geral, imobiliárias, comércio de rua, shoppings e concessionárias de veículos. O atendimento ao público, no entanto, tem restrições. Serão permitidas quatro horas diárias todos os dias (dentro do período das 9 às 18h). Os estabelecimentos devem afixar na entrada o certificado de funcionamento.


Apesar da liberação do comércio, consumidores e comerciantes deverão ficar atentos às regras sanitárias – o uso de máscara e a disponibilização de álcool em gel são obrigatórios. As quatro horas de funcionamento são determinadas pelo governo de Estado de São Paulo. Além da região de Piracicaba, da qual Limeira faz parte, outras nove também integram a etapa laranja. A avaliação para classificar as áreas leva em conta a capacidade hospitalar e evolução da doença. Na região, a média de ocupação dos leitos é de 78%.

 

O funcionamento de estabelecimentos considerados não essenciais estabelece critérios. No caso das praças de alimentação de shoppings, o consumo no local é proibido. São permitidos somente delivery, drive thru e take away. Vale lembrar que para todos os estabelecimentos haverá sanções em caso de descumprimento das regras. A fiscalização continuará a acontecer na cidade.



 

A nova fase consta de um decreto publicado pela Prefeitura de Limeira. Ele está disponível no Jornal Oficial. As próximas atualizações estão previstas para os dias 24 de julho, e 7 e 21 de agosto. É quando serão informadas as futuras fases do Plano SP a ser seguidas pelo município.