Prefeitura de Americana destina R$ 1,4 milhão a entidades assistenciais

Por Roberto 31/07/2020 - 10:12 hs

Prefeitura de Americana destina R$ 1,4 milhão a entidades assistenciais
Prefeito Omar Najar e secretário Ailton Gonçalves Dias


O prefeito de Americana, Omar Najar, assinou nesta quarta-feira (29) termos de colaboração e fomento para parcerias com organizações da sociedade civil que realizam serviços de proteção individual vinculados ao Sistema Único de Assistência Social (SUAS). O montante total destinado às entidades foi de R$ 1.460.302,04.


“A Assistência Social é área essencial no enfrentamento à situação de emergência em saúde pública pela Covid-19 e a demanda de atendimento sofreu um aumento exponencial nos últimos meses, sendo as Organizações da Sociedade Civil preciosas parceiras na prestação de serviços essenciais para atendimento à população em situação de vulnerabilidade e risco social, sendo que os serviços  já vêm sendo executados e requerem continuidade, ampliação e suporte para ajudar a mitigar os riscos advindos da pandemia. O Governo Omar Najar investiu na ampliação dos serviços do SUAS nos últimos anos, com foco no atendimento à garantia de direitos da população mais vulnerável e agora, diante da situação de calamidade pública, está novamente ampliando as ações para melhor atender a população”, afirmou o secretário de Assistência Social e Direitos Humanos, Ailton Gonçalves Dias Filho.


As entidades Residencial Evangélico Benaiah, Vila São Vicente de Paulo - Lar dos Velhinhos e Lar da Mãe Esperança receberam recursos do Fundo Municipal de Assistência Social para o enfrentamento da Covid-10 para aquisição de EPIs (equipamentos de proteção individual), contratação de pessoal e adequação da área de isolamento.

Para o atendimento à população do sexo masculino em risco, especialmente em situação de rua, foram ampliados os Serviços prestados pela Associação Vinde a Luz com o Serviço de Acolhimento Institucional para adultos e o Serviço Especializado de Abordagem Social (SEAS). No caso da Associação Vinde a Luz, houve a ampliação de vagas continuadas para atendimento de 10 para 50 vagas e a criação de mais 50 vagas emergenciais em decorrência da Covid-19, num total de 100 vagas, até então prestadas em uma ação voluntária em parceria com a Igreja Presbiteriana. O investimento realizado possibilitará a instalação do serviço em local permanente e mais adequado para atendimento, além da ampliação no financiamento, com parte dos recursos advindos de convênios com governos federal e estadual. O Governo do Estado está destinando ainda a doação de 20 camas e 20 colchões,  que apoiarão a infraestrutura de atendimento.


Com relação ao Serviço Especializado de Abordagem Social (SEAS), o aporte financeiro possibilitará ampliação de equipe e do horário de funcionamento para atender à demanda, especialmente da abordagem da população em situação de rua, em mendicância e de crianças e adolescentes em situação de exploração do trabalho infantil em espaços públicos.

Recursos do Fundo Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (FMDCA) foram destinados às entidades Associação Americanense de Acolhimento (AAMA) e  Casa de Orientação e Assistência Social Seareiros de Jesus (COASSEJE) para o enfrentamento à Covid-19.


Foram aditados, ainda, por mais cinco meses as parcerias firmadas com as seguintes instituições e segmentos: Serviço Especializado de Abordagem Social (SEAS) prestado pela Associação Vinde a Luz; Serviço de proteção social especial para pessoas adultas com deficiência, idosas e suas famílias em Centro Dia  prestado pela Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais; serviço de acolhimento em Família Acolhedora para crianças e adolescentes prestado pela Associação de Promoção e Assistência de Americana (APAM); e Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos prestado pela entidade Serviço  de Orientação Multidisciplinar para Adolescentes de Americana – SOMA.