Hortolândia faz operação contra aglomeração e perturbação do sossego neste final de semana

Por Roberto 18/09/2020 - 20:13 hs

Hortolândia faz operação contra aglomeração e perturbação do sossego neste final de semana
Guarda Municipal faz operação contra aglomerações de pessoas em Hortolândia


Durante o final de semana, equipes da Guarda Municipal e do Setor de Fiscalização da Prefeitura de Hortolândia realizam mais uma etapa da Operação Saturação. O trabalho tem o objetivo de evitar aglomeração de pessoas e perturbação do sossego, além de fiscalizar o comércio para o funcionamento regular das atividades. A operação começa na noite desta sexta-feira e vai até domingo (18 a 20/09).



De acordo com a Secretaria de Segurança da Prefeitura, no final de semana passado, os agentes da Guarda Municipal atenderam 43 chamadas ligadas a este tipo de delito. Desde janeiro, 2.433 ocorrências ligadas à perturbação do sossego e aglomeração de pessoas foram atendidas pela GM. De março até agora, desde quando começou a pandemia do Coronavírus, foram 2.040 atendimentos.



Hortolândia permanece na "fase amarela" do Plano São Paulo de reabertura gradual e consciente das atividades, do Governo Estadual. Deste modo, continua proibida a realização de festas clandestinas, com aglomerações, em espaços públicos e privados, além de ações que perturbem o sossego dos munícipes.

Como denunciar

O munícipe que flagrar estas situações pode denunciar os infratores. Eles podem ser levados à delegacia. Denúncias que caracterizem aglomeração de pessoas ou perturbação de sossego podem ser feitas à corporação, a qualquer hora do dia ou da noite, pelo telefone 153 ou 08000-111-580.


Os responsáveis por organizar festas clandestinas podem ser multados em até R$ 5.000,00, segundo as leis de perturbação do sossego. O local da confraternização poderá ser lacrado, alerta a Secretaria de Governo.

Orientação aos comércios

Desde o início da pandemia do Coronavírus, 3.205 estabelecimentos comerciais foram fiscalizados e orientados, em todas as regiões da cidade, para o funcionamento correto, de acordo com as diretrizes do Código Sanitário do Estado de São Paulo. Os dados são da Secretaria de Segurança da Administração Municipal.



Uso de pipas com cerol será multado

De acordo com a Secretaria de Segurança, as ações da GM para combater o uso de cerol em pipas também contribuem para a queda do número de aglomeração de pessoas nas ruas, nos finais de semana. Os agentes da força de segurança da Administração Municipal intensificarão o trabalho para evitar esta situação.

Caso alguém seja flagrado usando cerol, o munícipe será multado em R$ 100,00. Se for menor de idade, os pais serão responsabilizados. A multa irá para o Sistema Tributário Municipal de Multas, por meio do CPF (Cadastro de Pessoa Física) do infrator.