Morre aos 79 anos, o músico e violonista Sérgio Sarapo

Por Roberto 25/10/2020 - 17:41 hs

Morre aos 79 anos, o músico e violonista Sérgio Sarapo
Sérgio Augusto Sarapo viveu 15 anos em Santa Bárbara e amava a cidade

Morreu neste domingo (25), em Denver (EUA), o músico, cantor e violonista Sérgio Augusto Sarapo, aos 79 anos. Natural de São Paulo, deixa a esposa Vitória B. Sarapo e a filha Joice Regina. Ultimamente, o músico estava muito doente, hospitalizado e, infelizmente, não resistiu às complicações.


 

Sérgio morou na antiga Usina Santa Bárbara durante 15 anos. Daquela época, ele guardava muitas recordações. Uma delas: como o ponto de ônibus ficava em frente à farmácia do Sr. José Renato Pedroso e como ele utilizava com frequência o ponto, ficou amigo do farmacêutico e juntos, formaram a “Turma da Farmácia”, e suas reuniões aconteciam às quintas, sextas e domingos.


 

Desenvolveu trabalhos na área de publicidade, mas optou definitivamente pela música, sendo músico, cantor e violonista. Em sua carreira, realizou muitos shows beneficentes para ajudar entidades, por exemplo, a Apae barbarense.


 

Cidadão barbarense por escolha e amor a Santa Bárbara d’Oeste, gravou o CD Sábad-O que retrata os anos 50 e o Alto Falante da Praça 9 de Julho, o cinema, o trenzinho, a pharmacia do antigo José Pedroso, entre tantos pontos. Gravou também a música em homenagem a cidade “Óh Santa Bárbara Querida”.


Sarapo interpretava canções clássicas internacionais, Música Popular Brasileira, Bossa Nova e canções próprias. Desde muito cedo, dedicava-se à música. Aos 4 anos, estudou violino no Conservatório Carlos Gomes, em São Paulo. Aos 6, estudou piano com o próprio pai. Fez parte do movimento da Bossa Nova em São Paulo. Morou nos Estados Unidos. 



HOMENAGEM DO AMIGO ZÉ MARIA


Os barbarenses, que conheciam Sérgio Sárapo, diariamente, nos últimos dias, acompanhavam seu estado de saúde, quadro clínico, por meio das redes sociais do ex-prefeito José Maria de Araújo Júnior, seu grande amigo. Uma forte corrente de oração se formou na cidade pelo restabelecimento da saúde do músico. Zé Maria postou, hoje, a informação derradeira.

 

“Amigos, é com o coração partido, mas também muito grato pela oportunidade de tê-lo tido como grande amigo, que comunico a partida do nosso querido Sérgio Sárapo, que nas palavras de sua linda Vicki, seguiu para sua jornada de paz.


Estávamos cheios de esperança em sua recuperação, mas também o céu precisa da mágica e da beleza que só uma boa nossa nova podem causar. Então, agora, ele canta de lá. Encantados por ele, sua vida, seus talentos, sua família, sua história, seguiremos por aqui, certos de que "A vida é arte do encontro, ainda que haja tanto desencontro pela vida". Encontrar este grande homem faz de mim alguém mais feliz.

Em nome da Vicki Sarapo

agradeço todo carinho e oração e a companhia amorosa que nos fizemos nestes dias em que nosso querido Sérgio lutava o bom combate.

Ele alcançou a terceira margem. Foi primeiro pra preparar o show.

Vá em paz, meu amigo. Um dia a gente se reencontra. E será lindo... Outra vez!”.