Principais times para apostar no Brasileirão 2020

Por Roberto 24/11/2020 - 15:43 hs

Principais times para apostar no Brasileirão 2020
O Apostar Certo ajuda você a escolher as melhores opções

O segundo turno já começou e alguns times já passaram a representar um maior favoritismo para levar o troféu para casa, acompanhe o Apostar Certo quais poderão ser as melhores opções

Entra ano, sai ano, e a disputa pelo Campeonato Brasileiro continua sempre acirrada. São raríssimas as vezes em que um time consegue manter a hegemonia por dois anos seguidos. Pelo que já foi apresentado na temporada 2020, ainda se espera muito do atual campeão, o Flamengo, que faturou em 2019 nadando de braçadas. Neste ano, porém, a situação não é tão favorável quanto no anterior e mais times estão embolados duelando cabeça à cabeça para chegar na frente nesta corrida até o troféu.

 

Por isso, é sempre importante analisar muito bem alguns pontos para se fazer as escolhas na hora das apostas online. A edição de 2020 do Brasileirão está cheia de candidatos ao título e você irá acompanhar quais são os mais prováveis a brigar nas últimas rodadas.

 

Devemos sempre levar em conta, além dos números, diversos outros pontos que podem ser cruciais na escolha. O fator humano é bastante interessante para ser respeitado, justamente por conta de que jogadores costumam passar por fases boas e ruins.

 

No caso de um elenco bastante equilibrado psicologicamente, a chance dos resultados positivos serem conquistados é bastante considerável. Já no caminho oposto, seja qual for o motivo do desequilíbrio emocional, é bem provável que o jogador caia de produção e, junto com ele, todo o elenco sofre as consequências.

 

Vamos acompanhar agora quais são esses times que brigam pela ponta e que tem tudo para poder condicioná-lo a uma boa escolha na hora de apostar suas fichas. Vamos pela ordem da classificação no início desta semana, após a disputa da 23ª rodada.

 

Atlético Mineiro

 

Um dos principais fatores que tem mostrado o Galo como um possível favorito até as rodadas finais é o equilíbrio do campeonato, em comparação ao que o técnico Jorge Sampaoli tem conseguido extrair de seu time. Nos últimos 10 jogos disputados, o Atlético conseguiu um aproveitamento de apenas 40%, bem abaixo do que vinha apresentando. Dessa forma, apesar da liderança, deve-se ter muito cuidado nessa sequência próxima de jogos.

 

Nos últimos dias, outra dificuldade foi encontrada, afinal de contas foram 10 atletas fora do último jogo por Covid-19, além do próprio Sampaoli, que desfalcou o banco de reservas. Ainda assim, o resultado do jogo frente ao Ceará (fora de casa) foi o empate em 2 x 2. Mesmo tendo sofrido bastante para não perder o ponto, o Atlético mostrou muita força para seguir na disputa.

 

Com a volta de alguns jogadores entre essa semana e a próxima, é provável que o time consiga reencontrar o caminho da estabilidade, portanto, ainda brigará pelo título que não conquista desde 1971.

 

A campanha geral do Atlético Mineiro neste Brasileirão é de 22 jogos, com 12 vitórias, 3 empates e 7 derrotas, gerando um aproveitamento de 59,1% dos pontos conquistados.

 

Flamengo

 

O Flamengo é um caso à parte dentro da competição. Mesmo vivendo próximo à liderança, foi possível encontrar muitos altos e baixos com relação ao desempenho. O time que começou treinado pelo técnico catalão Domènec Torrent, acabou se vendo desamparado após uma sequência ruim de resultados. Com as goleadas sofridas para São Paulo e Atlético-MG por quatro gols, o elenco já parecia não responder mais aos estímulos de Torrent, que foi demitido.

 

Para o lugar dele, então, veio Rogério Ceni, que até então estava defendendo as cores do Fortaleza. Vindo para dar um novo ânimo aos flamenguistas, empolgou diretoria e torcida, mas em seus três primeiros jogos acabou amargando duas derrotas e a eliminação para o São Paulo na Copa do Brasil, além de um empate contra o Atlético-GO. Somente no jogo seguinte o Flamengo e Rogério Ceni puderam comemorar uma vitória e os três pontos conquistados no Brasileirão, contra o Coritiba, por 3 x 1 no Maracanã.

 

Apesar de novo no cargo, Rogério já pôde perceber o tamanho da responsabilidade em treinar o Fla. Pudemos perceber que o elenco ainda estava passando por um momento difícil, mas, com a recente vitória e os comandos de Ceni, o time pode voltar a engrenar de vez na disputa do caneco. Portanto, é mais um time forte na disputa do título.

 

A campanha do Flamengo é de 22 jogos, com 11 vitórias, 6 empates e 5 derrotas, ficando com o aproveitamento igual ao do Galo, com 59,1% dos pontos conquistados.

 

São Paulo

 

No Tricolor Paulista, o treinador Fernando Diniz foi muito questionado por diversas oportunidades, sobretudo quando apareceram eliminações dentro de competições de mata-mata, como o Campeonato Paulista, Libertadores da América e Copa Sul-Americana. Mesmo com estes resultados que não agradaram a torcida e boa parte da diretoria, Raí, que ocupa o cargo de Diretor de Futebol do São Paulo, deu mais um voto de confiança e bancou Diniz no cargo.

 

Tal decisão parece ter sido acertada, já que dentro do Brasileirão, o São Paulo tem mostrado sua força. Mesmo ocupando a terceira posição, ainda possui três jogos a menos que seus principais concorrentes. Com isso, no caso de vitória do São Paulo nestas três oportunidades, o tricolor conseguirá assumir a ponta do Brasileirão e até mesmo abrir vantagem para o segundo colocado.

 

O atual momento são-paulino é bom, ainda mais após conseguir a classificação frente ao Flamengo para chegar às semifinais da Copa do Brasil. Este resultado deu ainda mais confiança para a sequência da disputa da própria Copa e, claro, do Brasileirão também, devido às atuações mais seguras.

 

O único fator que ainda deixa os torcedores preocupados e, por consequência, os apostadores, é o fato de que Diniz não costuma abrir mão de suas convicções mesmo quando o desempenho do time não é dos melhores. Este motivo já chegou a atrapalhar internamente, mas agora já parece que este assunto é página virada entre treinador, torcida e diretores.

 

A principal cena na última semana, inclusive, foi com relação à ida de Diz até o portão principal do Morumbi para receber o carinho dos torcedores do São Paulo, que mesmo em tempos de pandemia, fizeram questão de estarem presentes, ainda que do lado fora das arquibancadas do estádio do Morumbi.

 

Pelo Brasileirão, no último fim de semana, o resultado acabou não sendo o esperado e os tricolores empataram com o Vasco, no Morumbi, por 1 x 1.

 

Assim, a campanha tricolor no Brasileirão, diferente de Atlético-MG e Flamengo, tem três jogos a menos. Assim, são 19 jogos disputados, com 10 vitórias, 7 empates e apenas 2 derrotas, com um número de aproveitamento de 64,9%.

 

O São Paulo, nesta quarta-feira (25), já joga uma de suas partidas atrasadas, contra o Ceará, fora de casa. Aliás, a sequência do São Paulo é de três partidas consecutivas fora de seus domínios. No caso de bons resultados em todas, passa a ser um fortíssimo candidato ao hepta.

 

Internacional

 

Dos quatro primeiros colocados é o que, atualmente, tem mostrado mais fragilidades na parte interna. Este ponto que hoje o Inter se encontra começou com a saída do técnico argentino Eduardo Coudet, que teve divergências com os dirigentes e acabou aceitando uma proposta para sair do Brasil e ir rumo à Espanha, para treinar o Valência. O baque foi sentido pelo elenco e, principalmente, pelo goleador do campeonato até o presente momento, que é Thiago Galhardo.

 

Desde os dois últimos jogos antes da saída de Coudet e após a chegada de Abel Braga, que voltou a treinar o Inter pela sétima oportunidade, os colorados não conseguem engrenar novamente. Ao todo são cinco partidas consecutivas em que a vitória não vem. Esta queda de rendimento foi um dos principais motivos para o ex-líder, agora ocupar a quarta colocação. Além disso, houve uma mudança de postura do time que agora é treinado por “Abelão”. Nas últimas partidas em que o Inter chegou a marcar, a postura passou a ser mais defensiva na sequência, o que ainda não encaixou com os jogadores.

 

A campanha é de 22 jogos, com 10 vitórias, 6 empates e 6 derrotas, o que gera um aproveitamento de 54,5% dos pontos ganhos.

 

Mesmo assim ainda há destaques positivos, como o já mencionado Thiago Galhardo (que recentemente foi convocado para a Seleção Brasileira), além do meia Patrick, que tem realizado boas atuações, assim como Edenílson, que tem se tornado peça chave no elenco colorado. Por esses motivos, o Inter ainda segue brigando pelo título do Brasileirão e, mesmo com grandes momentos de altos e baixos, poderá retomar o bom ritmo, assim como as boas atuações.

 

Fluminense

 

Já o Tricolor das Laranjeiras é o primeiro time que corre por fora. Dentre os times de ponta da tabela, os cariocas têm surpreendido, mesmo com um elenco sem muitos nomes badalados. Mesmo assim, o Flu ainda conta com peças bastante experientes, que são os casos de Fred, Muriel, Paulo Henrique Ganso e Nenê. O último que é o mais velho do elenco, mas que continua sempre muito regular nas atuações do tricolor.

 

É importante que seja destacado o trabalho de Odair Hellmann, que é um dos remanescentes do início do campeonato. Em iguais condições, somente o São Paulo e o Grêmio que mantiveram seus treinadores desde o início da competição. Odair, portanto, conseguiu, mesmo com problemas envolvendo casos de Covid-19 e outros desfalques, se manter na briga.

 

A campanha do Flu é de 22 jogos já disputados, com 10 vitórias, 5 empates e 7 derrotas, totalizando 53% de aproveitamento.

 

Palmeiras

 

Por fim, mas não menos importantes, estão os alviverdes do Palmeiras. O time que começou o ano de maneira positiva no comando de Vanderley Luxemburgo, aos poucos foi perdendo o gás. inúmeros empates ocorreram seguidamente e deixaram torcedores e diretoria bastante irritados com o trabalho de Luxa, que, devido aos resultados e, principalmente a forma como estava jogando, acabou sendo dispensado.

 

No período em que o auxiliar Andrey Lopes, o Cebola, assumiu o time, já pode-se observar uma melhora com bons resultados. Mesmo assim a diretoria resolveu apostar em um nome estrangeiro para assumir o comando técnico. Assim o Verdão foi até a Grécia para trazer o técnico português Abel Ferreira.

 

Com uma nova filosofia, Abel já tem conquistado o elenco, mas problemas com relação à Covid-19 acabaram atrapalhando os projetos iniciais do técnico. Para que se tenha uma ideia do quanto isso atrapalhou, vamos pegar o exemplo do último jogo, disputado contra o Goiás, em que o Palmeiras perdeu pelo placar mínimo, mas que teve o desfalque total entre jogadores lesionados, suspensos e com Covid-19, de 21 jogadores ausentes.

 

Desta forma, o que se espera, é que nas próximas rodadas as coisas possam começar a voltar ao normal e, aos poucos, Abel Ferreira passar a contar com todos ou, pelo menos, grande parte de seu elenco de volta aos treinamentos e jogos.

 

A campanha palmeirense no Brasileirão 2020 até o momento é de 21 jogos, com 9 vitórias, 7 empates e 5 derrotas, totalizando assim um aproveitamento de 54%. A porcentagem é superior a do Fluminense, justamente pelo Palmeiras ter um jogo a menos que seu concorrente direto.

 

Mesmo com todos os desfalques voltando de forma gradativa, o Palmeiras segue com boas chances de continuar na briga pelo torneio e poderá estar entre os possíveis times que estarão na disputa até o fim do campeonato.

 

Por fim, podemos chegar a conclusão de que estas seis equipes mencionadas são as mais bem condicionadas para poder chegar ao título. Portanto, se você tem o interesse em apostar, analise esses e mais outros detalhes para tentar descobrir quem vai se distanciar à frente do pelotão de elite e que cruzará a linha de chegada para levar o troféu de Campeão Brasileiro de 2020.

 

Aos poucos, os matemáticos passarão a atualizar as probabilidades dos times a cada rodada, a ansiedade tomará conta de torcedores e, dessa forma, você estará ainda melhor condicionado para fazer suas apostas, com observações mais frias sobre os times e sobre o campeonato como um todo. Portanto, divirta-se e vire o rei dos palpites a partir de suas análises.

 

Lembre-se que informação nunca é demais na hora de fazer a sua “fezinha”. O Apostar Certo ajuda você a fazer as melhores escolhas na hora de apostar no seu esporte favorito.