Plano Municipal de Vacinação contra a Covid-19 é detalhado em Nova Odessa

Por Roberto 12/01/2021 - 20:03 hs

Plano Municipal de Vacinação contra a Covid-19 é detalhado em Nova Odessa
Leitinho visita equipe da Saúde Municipal



Imunização deve começar dia 25/01 no Ginásio do Santa Rosa pelos profissionais de Saúde; idosos virão em seguida




O prefeito de Nova Odessa, Cláudio José Schooder, o Leitinho (PSD), recebeu na terça-feira (12 de janeiro) o Plano Municipal de Vacinação contra a Covid-19, elaborado pelas equipes da Secretaria Municipal de Saúde, através da Vigilância Epidemiológica, com apoio do Núcleo Interno de Planejamento e Combate ao Coronavírus – criado no último dia 1º de janeiro com esta finalidade e gerido pelo secretário da pasta, Dr Nivaldo Luis Rodrigues. Segundo o prefeito, o objetivo principal da Prefeitura é “salvar vidas”.




A princípio, as datas e fases do Plano devem seguir o planejamento já divulgado pelo Governo do Estado. Assim, a primeira fase da ação de imunização está prevista para começar até o próximo dia 25 de janeiro e será realizada no Ginásio Municipal do Jardim Santa Rosa – que fica na Rua João Bassora, nº 500. O ginásio será especialmente preparado para receber o programa de imunização.




Nesta primeira etapa, cerca de 650 profissionais da Saúde residentes no município serão vacinados. Em seguida, a partir do 08 de fevereiro, será a vez dos munícipes idosos com 75 anos ou mais de idade. No dia 15 de fevereiro, começa a vacinação das pessoas com idades entre 70 e 74 anos. Já no dia 22 de fevereiro, é a vez de quem tem entre 65 e 69 anos tomar a vacina. A partir do dia 1º de março, idosos entre 60 e 64 anos poderão ser imunizados.




No total, a previsão é a de atender a um público de 5.722 idosos da cidade, fora os profissionais da Saúde, totalizando cerca de 6,3 mil munícipes desses dois grupos priorizados pelo Estado.


A segunda dose da vacina (seja ela qual for enviada para o Município) será aplicada 21 dias após o paciente receber a primeira, também no Ginásio do Santa Rosa. O início da aplicação da segunda dose para o último grupo prioritário acontecerá, assim, em 22 de março. “Esse cronograma foi definido pelo Governo Estadual e é padrão para todos os municípios paulistas”, explicou a Secretaria Municipal de Saúde.




OUTROS GRUPOS



Posteriormente, numa terceira etapa com datas e locais ainda a serem definidos e divulgados, deve ser vacinados os portadores de algumas comorbidades, como diabetes mellitus; hipertensão; doença pulmonar obstrutiva crônica; doença renal; doenças cardiovasculares e cerebrovasculares; indivíduos transplantados de órgão sólido; anemia falciforme; câncer e obesidade grave (IMC≥40).


E, na quarta etapa da campanha, serão contemplados os profissionais de Segurança e Salvamento, professores e interno do sistema prisional (este último grupo não se aplica a Nova Odessa). Outros públicos-alvo serão imunizados na sequência, conforme as determinações dos órgãos superiores de Saúde (Estado e Ministério).


Em todos os casos, para receber a dose da vacina em Nova Odessa, vai ser preciso levar ao posto de vacinação um documento com foto, cartão do SUS (Sistema Único de Saúde) e um comprovante de residência atualizado na cidade. De acordo com informações do Governo do Estado, 2 milhões de doses devem ser transportadas por semana, em 70 caminhões, com escolta das Forças Policiais do Estado.

Segundo a Saúde Municipal, as seringas e material de apoio já começaram a ser distribuídas entre as 645 cidades de São Paulo. A Rede Municipal de Saúde de Nova Odessa também tem estes insumos em estoque para uso pelas Salas de Vacinação da Rede Básica, e pode utilizá-los, se for necessário, até que tais estoques sejam repostos pelo material que for recebido do Estado ou do Ministério da Saúde.



TRABALHO



Com a elaboração do Plano Municipal de Vacinação contra a Covid-19, será montado um trabalho com a participação de equipes da Secretaria Municipal de Saúde, da GCM (Guarda Civil Municipal), da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Social e de todos os demais setores da Prefeitura que foram solicitados, inclusive a Diretoria de Comunicação.


Neste enfrentamento à pandemia, faremos história em nossa cidade. Nosso objetivo é salvar vidas. Por isso, vamos concentrar todos os esforços municipais para que possamos realizar uma campanha de vacinação eficiente e que garanta segurança para todos os envolvidos. Diversas secretarias já foram convocadas e tenho a mais absoluta convicção de que faremos um grande trabalho”, destacou o prefeito Leitinho.


Para a aplicação da vacina, serão destacados três técnicos de Enfermagem, com um enfermeiro padrão na supervisão, além de três recepcionistas, guardas municipais e mais 10 pessoas na equipe de apoio. “É importante planejar a campanha de imunização contra a Covid-19 para que a rotina das Salas de Vacina da Rede Básica não seja prejudicada. Para isso, aumentaremos a equipe de Atenção Básica para que as salas de vacinas, nas Unidades Básicas de Saúde, fiquem livres para a vacinação de rotina, especialmente nas crianças de 2 a 15 meses”, finalizou o secretário Dr Nivaldo.