Prefeitura de Hortolândia envia à Câmara projeto de lei para aquisição de vacinas

Por Roberto 05/03/2021 - 23:09 hs

Prefeitura de Hortolândia envia à Câmara projeto de lei para aquisição de vacinas
Hortolândia quer comprar vacinas para agilizar vacinação

 
Para ampliar a capacidade da Administração Municipal na ação de imunizar a população contra o Coronavírus, a Prefeitura de Hortolândia encaminhou, nesta sexta-feira (05/03), à Câmara Municipal de Vereadores, o projeto de lei que autoriza o município a participar do consórcio constituído pela FNP (Frente Nacional de Prefeitos) para a compra de vacinas. O consórcio é uma alternativa jurídica para a aquisição de vacinas contra a COVID-19, além de medicamentos, equipamentos e outros insumos.


 
Apesar da prerrogativa da aquisição de vacinas no Brasil ser do Governo Federal, e da importância de seguir as determinações do Plano Nacional de Imunização, várias prefeituras de todo o país estão se articulando para a compra dos imunizantes por meio de consórcio público. A medida foi adotada diante da urgência de proteger as pessoas e da necessidade de proporcionar um cenário seguro para a retomada das atividades econômicas e da geração de emprego e renda.



A Prefeitura de Hortolândia havia formalizado o interesse em participar da iniciativa desde terça-feira (02/03), por meio de preenchimento de formulário no site da FNP (https://www.fnp.org.br) e, desde então vem providenciando a documentação necessária para efetivar a parceria. Uma vez concluídos os processos administrativos, está prevista uma assembleia para o dia 22 de março com a finalidade de estabelecer os trâmites de instalação do consórcio.



Vacinação em Hortolândia
 
Até esta sexta-feira (05/03), em Hortolândia, foram aplicadas 8.880 doses da vacina contra a COVID-19, sendo que 6.709 são referentes à 1ª dose e 2.171 como 2ª dose nas pessoas dos grupos prioritários previstos no Plano Nacional de Imunização: profissionais de saúde da linha de frente no combate à COVID-19, idosos acima de 75 anos, funcionários e idosos em asilos.