Vereador Joi dá mão para Prefeitura e esclarece sobre caso de oxigênio no PS Edison Mano

Por Roberto 16/04/2021 - 14:22 hs

Vereador Joi dá mão para Prefeitura e esclarece sobre caso de oxigênio no PS Edison Mano
Pacientes foram levados para o Hospital de Campanha

O vereador Joi Fornasari (PV) esclareceu, hoje pela manhã, o problema havido no Pronto-Socorro Dr. Edison Mano ontem de madrugada quando cinco pacientes tiveram que ser transferidos às pressas para o Hospital de Campanha, que funciona no prédio da Unimep (Universidade Metodista de Piracicaba), na Rodovia Luis Ometto (SP-306).



 

A denúncia feita aos meios de comunicação era que faltou oxigênio na unidade de saúde e, na madrugada, houve uma correria para poder transferir os pacientes em tratamento com Covid-19.

 

Contatada, a assessoria de comunicação da Prefeitura informou que o abastecimento de oxigênio do PS Edison Mano estava “normal”.


 

Joi explicou hoje que o PS Edison Mano possui um tanque grande de armazenamento de oxigênio e que houve problema na válvula, por isso foi necessária a transferência dos pacientes para a Unimep, até que a manutenção fosse realizada. Essa informação foi omitida pela Prefeitura, o que causou desconfiança. Funcionários e familiares de pacientes afirmaram que houve grande movimentação na unidade, transferência de pacientes em ambulâncias e relatos sobre falta de insumo e oxigênio.


 

O parlamentar disse que vai cobrar a administração para que divulgue as informações de maneira correta, verdadeira e esclarecedora aos veículos de comunicação para que não haja mal entendido na comunicação oficial. 



 

 Vereador Joi Fornasari

 


Celso Ávila questiona falta de oxigênio no PS Dr. Edson Mano



O vereador Celso Ávila (PV) protocolou ontem (15), requerimento de informações à Administração Municipal com relação à possível falta de oxigênio no Pronto-Socorro Dr. Edson Mano.


No pedido de informações, o parlamentar destaca ter ouvido relatos sobre a falta de oxigênio nessa unidade na madrugada desta quinta-feira, quando pacientes teriam sido transferidos às pressas para o Hospital de Campanha da Unimep.


Ele também lembra já ter questionado a Prefeitura a respeito da quantidade de cilindros de oxigênio disponíveis em Santa Bárbara d’Oeste, tendo obtido como resposta que a pandemia causou o aumento de 75% desse insumo no município.


No requerimento, o vereador questiona se é verdade que nesta madrugada houve falta de oxigênio no PS Dr. Edson Mano e, em caso de resposta afirmativa, por qual motivo ocorreu essa situação.


Ele também indaga o número de pacientes transferidos para o hospital de campanha durante essa emergência e o motivo dos órgãos de imprensa da cidade não terem conseguido acesso a essas informações, que são de interesse público.


Por fim, tendo em vista o aumento de 75% no consumo de oxigênio no município, conforme resposta da própria Administração, ele questiona o número de cilindros de oxigênio consumidos diariamente na rede pública de saúde.




Vereador Celso Ávila