Levi propõe busca ativa para não vacinados

Por Roberto 03/05/2021 - 09:50 hs

Levi propõe busca ativa para não vacinados
Vereador Levi quer busca ativa aos não vacinados em NO


Preocupação é com os riscos para quem não tomou a segunda dose do imunizante

 

Em requerimento protocolado na Câmara de Nova Odessa, o vereador Levi Tosta, o Levi da Farmácia (DEM), questiona a Secretaria de Saúde sobre as medidas que serão adotadas para localizar os pacientes que não retornaram para tomar a segunda dose da vacina contra a Covid-19.


De acordo com o vereador, o número de pessoas que não retorna para receber a segunda dose do imunizante, em todo o Estado de São Paulo, chega a 270 mil pessoas. “Isso é um problema porque a pessoa que recebeu apenas uma dose da vacina não está imunizada e ainda pode contribuir para o surgimento de novas variantes se contrair o vírus antes da segunda dose”, explicou Levi.


O vereador lembrou que, no estado de São Paulo, segundo a Secretaria Estadual de Saúde, já são mais de 270 mil pessoas que não compareceram para tomar a segunda dose do imunizante. “Diante destas informações, surge uma preocupação de como está a situação em nossa cidade”.


Para os pacientes que receberam a primeira dose da vacina do Instituto Butantan (Coronavac), o retorno deve acontecer em 28 dias para receber a segunda dose. Já quem recebeu a vacina Astrazeneca deve tomar a segunda dose em até 12 semanas.

No requerimento, Levi questiona a prefeitura sobre a existência de um plano de ação para buscar ou lembrar essas pessoas que ainda não tomaram a vacina e quantas pessoas estão nessa situação em Nova Odessa.


“Eu defendo a busca ativa nesses casos. Nossa cidade não é grande e não deve ser tão difícil identificar quem não tomou a segunda dose. Ainda podemos pensar que algumas pessoas ignoram a necessidade de reforço para estarem imunizadas e precisamos orientá-las”, finalizou Levi.