Homenagem e protesto marcam despedida do professor Danilo

Por Roberto 30/06/2021 - 15:55 hs

Homenagem e protesto marcam despedida do professor Danilo
Professor vinha lecionando presencialmente até ficar doente

Alunos, professores, moradores das comunidades de Santana e Santa Olímpia, e representantes da Apeoesp (Sindicato dos Professores do Ensino Oficial de Ensino do Estado de São Paulo) realizaram nesta quarta-feira, 30 de junho, homenagem e protestaram contra a morte do professor de matemática Danilo Rodrigues Alves, de 31 anos, vítima de covid-19, ocorrida na tarde desta última terça-feira, 29 de junho. A manifestação foi realizada na porta da Escola Estadual Samuel de Castro Neves, em Santana, em Piracicaba, com a colocação de faixas e cartazes, e no pátio do estabelecimento de ensino, onde foi montada uma mesa de homenagem ao professor Danilo, inclusive com a colocação de uma fotografia dele.


Em meio a flores, faixas e cartazes, também foi exposto manifesto da deputada Professora Bebel, presidenta da Apeoesp, lamentando a morte do professor Danilo e também de Valdemar Correr, professor e líder comunitário de Santa Olímpia, que faleceu no último dia 12 de junho. Para a deputada, a morte do professor Danilo, assim como de outros 100 profissionais da educação no Estado, poderiam ter sido evitadas se o governo estadual não pressionasse pela volta das aulas presenciais.


Nas proximidades da escola, que suspendeu as aulas em luto à morte do professor,  foi colocada ainda faixas de protesto e de luto pelo falecimento do jovem Danilo. “É revoltante pensarmos que esse jovem professor foi colocado em situação de risco, como milhares de outros profissionais da educação, pela insana decisão do governo Doria de promover aulas presenciais em meio à grave pandemia, ainda sem controle”, enfatizou a deputada Bebel em trecho da sua manifestação.