Desafio de alfabetizar filho na pandemia motiva publicação de livro infantil

Por Roberto 03/07/2021 - 13:31 hs

Desafio de alfabetizar filho na pandemia motiva publicação de livro infantil
Capa do livro Aprendendo a ler com os animais


Uma mãe, que também é professora, transformou o desafio de alfabetizar o filho, durante a pandemia, em uma obra literária que propõe ajudar outros pais e professores nesse processo. O livro “Aprendendo a ler com os animais” marca a estreia de Carolina Felicori na literatura infantil e será lançado pela Editora Adonis na quinta-feira, dia 15 de julho, às 19 horas, por meio de uma live em seu canal no YouTube. O trabalho conta com ilustrações de Bruna Pellegrina.



A publicação é uma coletânea que reúne 30 histórias, cujos personagens são predominantemente animais, criadas para a promoção da aquisição da leitura e o desenvolvimento de valores de vida, como empatia, responsabilidade e cooperação, em crianças em fase de alfabetização. Com 10 histórias cada, as três fases do livro (“Estou começando a ler”, “Estou aprendendo a ler mais e melhor” e “Agora eu já sei ler”) apresentam níveis de complexidade diferentes, como os nomes sugerem, seja pelo conteúdo ou pela estrutura. O trabalho conta com um suplemento de leitura digital, com orientações para pais e professores, e propõe atividades.




Em 2020, durante a pandemia que instituiu o ensino remoto, também às crianças, a escritora alfabetizou o filho Bento em casa. Por encontrar poucas histórias que atendessem a esse processo, foi motivada a escrever seu primeiro livro. “Foi algo circunstancial em decorrência da pandemia, com um filho em fase de alfabetização, num momento em que eu não encontrava recursos interessantes para utilizar, em meio às aulas on-line”, explica Carolina. “Precisei comprar muitos livros. Por isso a ideia de compilar várias histórias em uma obra só, o que acaba proporcionando a ela um cunho também social”, acrescenta. 



Sobre as fases


A fase 1 da coletânea contém textos com prevalência de sílabas simples. Na fase 2, os textos possuem palavras com sílabas simples e complexas, e temáticas mais complexas que as da fase anterior. E a fase 3 evolui para temáticas ainda mais complexas que as da fase 2 e maior presença de elementos descritivos.

Sobre a escritora


Formada em Letras pela PUC-Campinas, Carolina Felicori é especialista em Psicopedagogia e Mestre em Educação, ambos pela Unicamp, e possui Aprimoramento em Alfabetização pelo Instituto Cefac. Em uma clínica multidisciplinar em Campinas, atende crianças, adolescentes e adultos, com o objetivo de ajudá-los a ler, escrever e estudar melhor.