Secretário da Educação ouve Apeoesp e diz que só imunizados devem retornar às escolas

Por Roberto 29/07/2021 - 10:44 hs

Secretário da Educação ouve Apeoesp e diz  que só imunizados devem retornar às escolas
Educação se prepara para volta das aulas


O secretário estadual da Educação, Rossieli Soares, publicou nas redes sociais que “só estarão nas escolas os profissionais da educação vacinados há 14 dias com a segunda dose ou dose única”.

Para a presidenta da Apeoesp (Sindicato dos Professores do Ensino Oficial de Ensino do Estado de São Paulo), a deputada estadual Professora Bebel (PT), é um passo positivo, mas há muito ainda a resolver, como garantir protocolos sanitários efetivos e eficazes, maior distanciamento dentro das unidades, redução do número de estudantes nas salas de aula, condições estruturais, medidas pedagógicas para recuperação da aprendizagem e outras medidas. “A Secretaria Estadual da Educação deve abrir diálogo com a Apeoesp justamente para debatermos essas medidas”, diz.

Bebel ressalta que diante do que vinha sendo encaminhado pela Secretaria da Educação, por meio das diretorias de ensino, e de afirmações anteriores  do secretário da Educação, de que todos os professores e funcionários deveriam cumprir suas jornadas de trabalho nas unidades escolares já a partir de 2 de agosto, exceto os do grupo de risco ainda não vacinados, a Apeoesp insistiu por todos os meios de que seria necessário, no mínimo, que esses profissionais tivessem recebido a segunda dose da vacina, decorrendo  14 dias desta segunda dose ou dose única. “Finalmente, o secretário publicou nas redes sociais que tomou exatamente essa medida”, ressalta Bebel.

Em suas redes sociais, Rossieli escreveu: “Oi, pessoal! Vou reforçar informação importante sobre a retomada das aulas presenciais. Só estarão nas escolas os profissionais da educação vacinados há 14 dias com a segunda dose ou dose única. Nosso compromisso com a saúde deles e dos estudantes sempre será prioridade! São Paulo foi o primeiro Estado a vacinar a categoria, em abril deste ano, e a imunização dos jovens vai iniciar em breve no Estado. Todos os protocolos continuarão sendo seguidos e monitorados nas unidades escolares”.


A Professora Bebel também diz que todo professor  que esteja sendo obrigado a retornar às escolas, fora das condições anunciadas pelo secretário, deve procurar imediatamente o departamento jurídico da Apeoesp.

VACINAÇÃO -- Bebel ressalta ainda que a inclusão dos profissionais da educação na primeira fase da campanha de vacinação para imunização da covid-19 no Estado também foi fruto de pressão exercida pela Apeoesp. “Inicialmente, o governo não colocou os profissionais da educação no grupo de prioridade, só fazendo com os com mais de 47 anos, a partir de pressão que fizemos, assim como decidiu, ampliar a todos, a partir dos 18 anos, também a partir da cobrança que fizemos. O governo de São Paulo queria a volta às aulas presenciais, mas excluía os professores do grupo a ser imunizado”, completa.


PESQUISA -  Nesta sexta-feira, 30 de julho, a Professora Bebel coordena live sobre o lançamento de pesquisa realizada pelo Instituto Vox Populi sobre “Perspectiva de professores, pais e estudantes sobre os impactos da pandemia na educação pública do Estado de SP e as aulas presenciais”. Será as 10h30, e será transmitida pela TV Apeoesp, no Youtube.