Economia de Nova Odessa gera 1,6 mil vagas com carteira no ano até agora e confirma retomada

Por Roberto 30/09/2021 - 19:31 hs

Economia de Nova Odessa gera 1,6 mil vagas com carteira no ano até agora e confirma retomada
Nova Odessa cria 1,6 mil vagas com carteira assinada no ano


Com mais 452 vagas de saldo em agosto, o setor produtivo de Nova Odessa confirma seu reaquecimento e soma agora, neste ano de 2021, nada menos que 1.631 novos empregos formais criados para os trabalhadores da cidade. É o que comprova a mais recente parcial mensal do desempenho do emprego divulgada pelo MTE (Ministério do Trabalho e Emprego).



 

O resultado é a soma de todas as contratações de trabalhadores pela CLT (Consolidação das Leis do Trabalho) por todos os empregadores, menos o total de demissões no mesmo período, e consta no mais recente relatório mensal divulgado pelo Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados) do Ministério do Trabalho.

 

Apenas em agosto, por exemplo, as empresas de Nova Odessa – incluindo indústrias, comércios, serviços, agropecuária, setor extrativista e órgãos públicos – contrataram 1.349 trabalhadores com carteira assinada, e demitiram 897. Na soma do ano, de janeiro a agosto, foram 8.134 contratações, perante 6.503 demissões. Em julho, a Economia da cidade já tinha apresentado um saldo positivo no emprego, com a geração de 350 vagas formais.

 

Segundo o secretário de Desenvolvimento Econômico e Social de Nova Odessa, Samuel Marin, “assim como as informações de julho de 2021, divulgadas dias atrás, neste último informe do Caged também tivemos resultados bem positivos, superando a média de geração de vagas do Brasil, do nosso Estado de São Paulo e de muitas cidades”.



 

Municípios próximos também tiveram resultados positivos, como Americana, Hortolândia, Santa Barbara d’Oeste, Sumaré e Campinas – que geraram, respectivamente, 909, 255, 532, 697 e 3.229 vagas de emprego no mês de agosto, e que apresentam saldos anuais positivos de 5.353, 1.990, 2.788, 3.601 e 18.885 novos empregos.

 

ANÁLISE

 

Na análise do secretário, “a região como um todo, inclusive Nova Odessa, tem apresentado criação de novas vagas de emprego neste ano, o que é um excelente sinal de que uma recuperação mais intensa já está acontecendo”.



 

No que cabe à Prefeitura, o prefeito Cláudio José Schooder, o Leitinho, destacou que a gestão municipal “vem fazendo a sua parte”. “Estamos desde janeiro colocando em prática um amplo programa atração de empresas e geração e empregos e renda. Criamos o Programa NOS (Nova Odessa Solidária) de auxílio emergencial municipal, que teve impacto positivo no Comércio, e uma ação com parceiros visando apoiar os micro e pequenos empresários a sobreviverem ao restante do período de crise, ajudando na manutenção dos empregos”, apontou Leitinho.

 

Para Samuel Marin, o resultado do Caged vem de um trabalho “bastante intenso, executado a várias mãos”, incluindo as servidoras do Posto Local do Trabalho de Nova Odessa intermediando e estreitando a relação trabalhador-empresa.

 

“Muitas empresas trazem sua demanda de colaboradores até o PLT, a qual é imediatamente correspondida através de busca intensa por mão de obra. Por outro lado, a facilidade dos munícipes em cadastrar e disponibilizar seus currículos junto ao PLT ajuda muito para conseguir uma vaga. Essa fórmula entende as necessidades das empresas por mão de obra qualificada e está dando muito certo para todos. E a intensa divulgação através dos meios de comunicação traz segurança para empresas e para os futuros contratados”, acrescentou.

 

“Também temos em andamento diversas iniciativas de capacitação dos nossos empreendedores através de parceiros como o Sebrae SP. E outras ações estão sendo preparadas e serão gradualmente divulgadas conforme estiverem definidas”, completou o secretário.