Antiga UR passa a atender pacientes com sintomas respiratórios em Nova Odessa

Por Roberto 17/01/2022 - 19:27 hs

Antiga UR passa a atender pacientes com sintomas respiratórios em Nova Odessa
UBS vai atender 24h por dia

 

Conforme adiantado pela Prefeitura de Nova Odessa na última sexta-feira, a extensão da UBS (Unidade Básica de Saúde) 5 do Jardim Alvorada passa agora a funcionar 24 horas por dia, 7 dias por semana, para atender exclusivamente a pacientes com sintomas gripais. Na verdade, a extensão da UBS (Unidade Básica de Saúde) 5 já atenderia durante a noite nesta segunda-feira, mas ainda não de forma exclusiva para pacientes com sintomas gripais.

 

A mudança definitiva de perfil acontece no início do plantão das 19h desta terça-feira (18/01), garantindo uma “transição suave”, sem interromper o atendimento dos pacientes respiratórios – que, assim, não devem mais procurar o Pronto Socorro do HMNO (Hospital e Maternidade Municipal).



 

Repetindo: a partir das 19h desta terça-feira, todos os pacientes com sintomas de gripe e Covid-19 de Nova Odessa passam a ser atendidos exclusivamente na antiga UR (Unidade Respiratória). E, a partir da mudança, os pacientes com sintomas respiratórios que ainda assim procurarem o Pronto Socorro do HMNO (Hospital e Maternidade Municipal) serão orientados a irem para o Alvorada.

 

“O perfil do atendimento no prédio da antiga UR (Unidade Respiratória) muda novamente, o que só foi possível porque a atual gestão municipal manteve toda a infraestrutura do local ‘montada’, de prontidão para o caso de necessidade, como agora”, lembrou o prefeito Cláudio José Schooder, o Leitinho, referindo-se aos atuais surtos de gripe comum (causado pela variante Darwin do vírus Influenza A H3N2) e da Covid-19 (causado pela variante ômicron).

 

Atualmente, cerca de 30% dos atendimentos diários nas duas unidades (o PS do HMNO e a extensão da UBS 5, que jamais deixou de funcionar) são de pacientes que acabam sendo “positivados” para Covid-19, e o restante deve ser atribuído à “nova” variante da gripe comum – para a qual ninguém foi vacinado ainda porque a Darwin não fazia parte do “coquetel” das vacinas dos anos anteriores.



 

MAIS MÉDICOS

 

A partir da mudança também, tanto no PS do HMNO quanto na unidade exclusiva para pacientes com sintomas gripais, cada plantão de 12h diurno (das 7h às 19h) passa a contar com três médicos emergencistas plantonistas (totalizando seis profissionais atendendo a população de Nova Odessa). E cada plantão noturno deve contar com dois profissionais em cada unidade de “porta aberta”, totalizando quatro.

 

A reabertura de um serviço de pronto atendimento exclusivo para pacientes com sintomas respiratórios foi anunciada na sexta-feira pelo prefeito, pelo secretário de Saúde, Silvio Corsini, e pela secretária-adjunta Sheila Moraes. Mas a possibilidade vinha sendo avaliada diariamente desde o final de dezembro, conforme somaram-se as informações sobre os surtos de gripe H3N2 e Covid-19 ômicron, lotando unidades de pronto atendimento país afora.

 

O secretário de Saúde ressaltou, no entanto, que pacientes assintomáticos (ou seja, sem sintomas gripais) não devem procurar a extensão da UBS 5 (e, obviamente, nem o Pronto Socorro do Hospital Municipal), porque não serão atendidos.

 

“Nossas unidades não são ‘postos de testagem’, estamos em um momento diferente da pandemia, a extensão da UBS 5 não é mais como a antiga UR (Unidade Respiratória) e só deve ser procurada por pacientes com sintomas”, resumiu Corsini. A mudança deve-se, entre outros motivos, pela evolução da própria pandemia, que ainda não tem gerado grandes volumes de internações de pacientes com casos graves, como nos 18 primeiros meses.