As Flores de Bia, emocionante história de amor entre mãe e filha down

Por Roberto 12/06/2022 - 22:53 hs

As Flores de Bia, emocionante história de amor entre mãe e filha down
As Flores de Bia - Um Amor Transcendental será lançado dia 29 de junho

Beatriz Miano Zanaga ou simplesmente Bia. Menina alegre, descontraída e inteligente. Cursava o sétimo ano do ensino fundamental. Estava contente e ansiosa porque faria viagem a Maceió (AL) junto com a família. O mês era novembro de 2018, a viagem seria no dia 21. No dia 18, do nada, começou a passar mal e precisou ser internada, com uma pneumonia assintomática e permaneceu 60 dias na UTI. Em 17 de janeiro de 2019, Bia viajou, não para Maceió, mas para a eternidade com precoces 14 anos.

A história de Bia, portadora de Síndrome de Down, foi a inspiração para a mãe, a americanense Vania Miano Zanaga escrever o livro As Flores de Bia – Um Amor Transcendental, que será lançado dia 29 de junho (dia que ela faria 18 anos), às 19h30, no Salão de Eventos da OAB em Americana.


Escrever o livro que retrata a história real, a trajetória da família, o sofrimento, o luto e a vida dela na esfera superior, foi a forma que Vania encontrou para viver o luto pela partida da filha, da separação física, já que as duas eram uma única identidade. Externar esse sentimento de amor, de dedicação pela filha, as lutas, tudo que ela passou, momento de reflexão desde que a filha nasceu, foram a maneira de viver o luto, não caindo em depressão, uma forma mais linda e maravilhosa encontrada para eternizar a história e a imagem da filha, e levando a história para quem não a conheceu.

“Apesar de toda emoção e carinho, também tem pitada de sofrimento. O livro não é uma ficção, é uma história real. Foi um trabalho em conjunto, meu e da Bia, não é psicografia, mas eu sentia que ela estava do meu lado, ajudando a escrever o livro. Mostrar toda a nossa realidade, a Bia continua viva (não aqui), mas em outra esfera, eu acredito, tudo é possível através do amor, Bia sempre foi apaixonada pelo ser humano”, enfatiza a autora.

Para Vania, a maioria das pessoas não sabe lidar com criança especial e diz que Síndrome de Down não é doença. “Hoje, não é mais um tabu como antigamente, naquela época havia muita desinformação.

PERCURSO CURTO E LUMINOSO

O psicanalista e editor Heitor Amílcar, da Jacintha Editores, afirma que as narrativas e reflexões que compõem As Flores de Bia reconstituem o curto e luminoso percurso de Beatriz Miano Zanaga (2004-2019) entre nós – do acolhimento incondicional que sua família lhe proporcionou aos preconceitos sofridos pelo fato dela ser diagnosticada com Síndrome de Down, passando pelas agruras dos adoecimentos que desde cedo enfrentou.

Segundo Heitor, apesar de tudo isso, Bia sempre esteve com seu sorriso escancarado à altura de sua enorme disposição pela vida. Se, em sua origem, os relatos de sua mãe – a autora Vania Miano Zanaga – são impregnados pela indizível dor da perda de Bia, ao ser trazido a público tal sentimento é sublimado em uma obra vívida, emanada de espiritualidade e ensinamentos. Vania se desvela, página a página, inscrevendo-se como escritora e mãe para compartilhar conosco o perfume das flores que exala do amor que Bia irradiou – e segue irradiando!