Seja bem vindo
Santa Bárbara,20/06/2024

  • A +
  • A -
Publicidade

Luto: Morre mordomo Peixe-Gato do Rio Branco de Americana

Fonte: Redação
Luto: Morre mordomo Peixe-Gato do Rio Branco de Americana Aparecido Ferrari (Peixe-Gato) morre aos 59 anos, vítima de embolia pulmonar

  

Morreu nesta terça-feira (28), o mordomo do Rio Branco Esporte Clube, Aparecido Ferrari, conhecido como Peixe-Gato, aos 59 anos de idade, vítima de embolia pulmonar. Ele era um ícone da história do Tigre de Americana. 

 

Peixe-Gato estava internado desde a última semana no Hospital Municipal Dr. Waldemar Tebaldi. Recentemente, ele foi submetido a uma cirurgia de hérnia de disco, mas acabou tendo complicações. O quadro de saúde apresentou piora nesta terça-feira, foi intubado, mas não resistiu. 

 

QUEM ERA 

 

Peixe-Gato era ligado ao futebol de Americana desde a década de 70. Iniciou sua carreira como gandula no antigo AEC (Americana Esporte Clube). Quando o Rio Branco retomou as atividades profissionais, em 1979, ele permaneceu atuando no clube. Ele cuidava do vestiário do estádio Décio Vitta e dos uniformes dos atletas. 


A última grande comemoração de Peixe-Gato como funcionário do clube foi o título do Campeonato Paulista da Série A-4 conquistado pelo Rio Branco no início deste mês. 

 

Ele deixa a esposa e um filho. O velório acontece das 12h30 às 16h no estádio Décio Vitta e sepultamento no Cemitério Parque Gramado, em Americana.

 

OS TIMES DE PEIXE-GATO 

Pode ser que minha memória falhe, mas acho pouco provável que alguém tenha vivido tanto o futebol do Rio Branco como o mordomo Peixe-Gato (foto). De 1979 para cá, nenhum outro profissional trabalhou mais que ele lá pelos lados do Estádio Décio Vitta. 

Por isso, tomei a liberdade de pedir a Peixe-Gato que escalasse o seu “Rio Branco de todos os tempos”, afinal, suas digitais ficaram em todas as chuteiras dos jogadores que aqui jogaram durante essas quatro últimas décadas. 

Peixe não só atendeu ao pedido, como foi além: fez dois times, um da época da Divisão Intermediária, e outro dos tempos em que o Rio Branco esteve na elite do futebol paulista. E ambos os times foram escalados no desenho tático do 4-3-3. 

O Rio Branco da Divisão Intermediária de Peixe-Gato é esse: Marquinhos Sartori; Paulinho Andrade, Tutu, Edson Fumaça e Gilson Mendes; Soni, Zé Rubens e Raimundo; Macedo, Nestor e Osni. 

Da época de Paulistão, Peixe escalou o Rio Branco com: Hugo; Marcinho Rocha, Camilo, César Xavier e João Marcelo; Flávio Conceição, Marcos Assunção e Marcos Senna; Marcus Vinicius, Anailson e Aritana. 

Extraído do Jornal “O Jogo” - 2020 – Texto de Zaramelo Júnior 

NOTA DO CLUBE 

O Rio Branco publicou uma nota lamentando a morte do funcionário: 


“Viemos por meio desta, com profunda tristeza informar o falecimento do nosso ilustre mordomo Aparecido Ferrari. 

O Rio Branco Esporte Clube lamenta infinitamente e é eternamente grato pelos serviços e convivência do dia a dia. 

Faz parte de nossa história e deixa um legado ao clube. 

Obrigado Peixe Gato pela brilhante carreira no nosso Tigre da Paulista”. 




COMENTÁRIOS

Buscar

Alterar Local

Anuncie Aqui

Escolha abaixo onde deseja anunciar.

Efetue o Login