Seja bem vindo
Santa Bárbara,20/06/2024

  • A +
  • A -
Publicidade

Transição Energética é tema da nova série de reportagens na programação do EP Agro, da EPTV

Fonte: Redação
Transição Energética é tema da nova série de reportagens na programação do EP Agro, da EPTV A equipe de reportagem testou veículos que são abastecidos pelo combustível do futuro - Crédito: Divulgação


A produção, que estreia dia 8 de junho, busca mostrar o protagonismo do Brasil na substituição dos combustíveis de origem fóssil pelos combustíveis verdes


A passagem de uma matriz energética focada nos combustíveis fósseis para uma com baixas ou zero emissões de carbono pode ser a solução para a diminuição dos efeitos da mudança climática no planeta. No dia 8 de junho, o EP Agro, programa da EPTV, afiliada Globo no interior paulista e sul de Minas Gerais, estreia uma nova série de reportagens sobre "transição energética". Serão quatro reportagens que mostrarão a importância da transição energética e o protagonismo do Brasil, principalmente do interior paulista, onde estão as principais regiões de cobertura do Grupo EP, na substituição dos combustíveis de origem fóssil pelos combustíveis verdes como o etanol, produzido a partir da cana-de-açúcar. Apresentado pelo jornalista Marcelo Ferri, o EP Agro também trata sobre a nova realidade do agro, sua pujança, tecnologia, histórias e sustentabilidade.

“O futuro sustentável nasce aqui nas nossas terras”: é através dessa fala que o apresentador do EP Agro, Marcelo Ferri, se refere a série de reportagens. Para ele, o principal objetivo da série é destacar as oportunidades, a importância de discutir o assunto neste momento e a adaptação para a energia sustentável. “É importante trazer à tona as oportunidades que vão surgir com a transição energética, como nós em nossa região podemos colaborar e a quantidade de oportunidades de emprego e novas tecnologias que estão surgindo. Mostrar o Brasil como um todo na economia brasileira e no desenvolvimento do país, destacando que a nossa região, interior de São Paulo, está no centro dessa revolução”, explica.

De acordo com dados do DATAGRO, o Brasil é o maior produtor de etanol a partir de cana-de-açúcar do mundo e o segundo maior fabricante do planeta de biocombustíveis. E a maior concentração produtora de toda a cana do país, que é utilizada na produção de combustíveis verdes como o etanol, está no interior de São Paulo, representando a produção de 60% do país.

Reportagens

O hidrogênio verde, considerado o combustível do futuro e feito a partir do etanol, e o biogás têm como uma das matérias primas o bagaço da cana-de-açúcar. O biogás pode ser feito da vinhaça, um outro subproduto da fabricação do etanol, além de outras matérias primas. O programa dará destaque para o processo de transformação do hidrogênio e biogás, trazendo explicações de sua eficiência. “Nossa primeira matéria vai mostrar a importância da transição energética. O que está acontecendo no Rio Grande do Sul é mais uma prova da urgência deste assunto, como é importante a gente pensar no combustível mais sustentável urgentemente, tanto em questões estratégicas e econômicas, mas principalmente pela questão ambiental”, compartilha Marcelo Ferri.

As produções serão apresentadas pelo jornalista Marcelo Ferri, que mostrará a nova realidade do agro brasileiro - Crédito: Divulgação

Além disso, a equipe de reportagem testou veículos que são abastecidos com esse tipo de combustível, como um carro movido a hidrogênio que ainda não está no mercado brasileiro, porque no Brasil não há posto de hidrogênio. A reportagem vai mostrar as pesquisas para transformar o etanol já disponível nos postos em hidrogênio combustível.

O programa também irá mostrar o passo-a-passo, desde a chegada da cana até a transformação em etanol de 2ª geração, produzido do bagaço, em uma das maiores usinas do Brasil, evidenciando como a tecnologia trouxe mudanças significativas à produção do etanol. 

O objetivo da terceira reportagem é tratar sobre combustíveis para navios (Biobunker) e aviões (SAF), e a partir disso, evidenciar o potencial energético por meio da transformação da cana em combustíveis para ambos. Na última reportagem da série, será mostrada a evolução da produção de etanol ao longo dos anos com foco em três frentes importantes: questões sociais e trabalhistas, ambientais e de produtividade. 

“Nosso principal objetivo ao falar sobre transição energética é trazer à tona a importância dessa discussão neste momento, porque já estamos vivendo as consequências da crise climática”, acrescenta Marcelo Ferri.

Oportunidades comerciais

Renê Moia, diretor de Comercial do Grupo EP, afirma que a nova série de reportagens do EP Agro é ideal para marcas que querem falar com o público do agro. “O agronegócio é uma das principais alavancas do PIB nacional e estamos em uma região onde ele é muito forte. É um segmento representativo e por isso há essa demanda do público e do mercado sobre o assunto. O EP Agro é um sucesso comercial, seja pela demanda, seja porque conseguimos desenvolver um produto pensado em um formato 360º, em todos os detalhes”.

O EP Agro é veiculado nas manhãs de sábado da EPTV, emissora do Grupo EP e afiliada da Rede Globo no interior de São Paulo e no sul de Minas Gerais, que contempla a vertical de agronegócio, com a criação de conteúdo em todas as plataformas da empresa, na TV (EPTV), rádio (CBN Ribeirão e Campinas), portais (Globoplay, Tudo EP, acidade on) e redes sociais. O projeto valoriza a força do agronegócio nas regiões de cobertura da emissora – no interior de São Paulo, nas regiões de Campinas, Ribeirão Preto, região central do estado de São Paulo e na região do sul de Minas.

EP Agro

EPTV: aos sábados, às 7h15 – também disponível no Globoplay

CBN (Campinas e Ribeirão Preto): aos sábados, às 9h30

Sites: Redeglobo.com , Tudo EP e EP Agro

Redes sociais: @epagrooficial

 




COMENTÁRIOS

Buscar

Alterar Local

Anuncie Aqui

Escolha abaixo onde deseja anunciar.

Efetue o Login