Seja bem vindo
Santa Bárbara,20/06/2024

  • A +
  • A -
Publicidade

Cidades do Consimares ganham nova usina móvel regional de reciclagem de RCCs e entulho

Fonte: Redação
Cidades do Consimares ganham nova usina móvel regional de reciclagem de RCCs e entulho Usina Móvel do Consimares em teste


Está em fase de teste em Hortolândia a nova Usina Móvel de Reaproveitamento de RCC (Resíduos de Construção Civil) do Consimares do (Consórcio Intermunicipal de Manejo de Resíduos Sólidos da Região Metropolitana de Campinas), do qual Nova Odessa é sede. Hortolândia é a primeira cidade da área do Consórcio a utilizar o equipamento volante, uma conquista do Consimares junto ao Governo Estadual.

 

Sete cidades formam o Consórcio: Nova Odessa, Capivari, Elias Fausto, Hortolândia, Monte Mor, Santa Bárbara d’Oeste e Sumaré, onde moram cerca de 1 milhão de pessoas. Cada habitante da região produz, por ano, cerca de 110 kg de entulhos da construção civil, aponta levantamento do PIGIRS (Plano Intermunicipal de Gestão Integrada de Resíduos Sólidos) realizado pelo Consimares.

 

A estrutura da Usina Móvel de RCC é composta por um caminhão conjugado a um equipamento móvel, que tritura restos da construção civil a exemplo de tijolos, concreto, telhas, azulejo, blocos cerâmicos, dentre outros. A usina tem capacidade para moer 100 toneladas de entulhos por dia.

 

Após o processo de reciclagem, esses materiais são transformados em pedriscos e podem ser reutilizados na manutenção e recuperação de estradas rurais, na fabricação de passeios de praças, prédios públicos e pátios de escolas.

 

A Usina Móvel de RCC funcionará em sistema de rodízio entre os municípios consorciados. O critério para utilizar o equipamento é ter licença ambiental e local com portaria para o funcionamento. Em Hortolândia, o equipamento ficará na Central de Triagem de Resíduos, no Parque Peron.

 

A Usina Móvel de RCC é uma conquista do Consimares junto ao governo do Estado, que investiu R$ 3,5 milhões no equipamento, por meio do Fecop (Fundo Estadual de Prevenção e Controle da Poluição).

 

O presidente do Consimares, Mauricio Baroni, assinala que a Usina Móvel de RCC é um importante equipamento para os municípios da região realizarem o descarte correto de entulhos, muitas vezes deixados nas calçadas ou jogados em terrenos baldios.

 

“Há 15 anos, o Consimares busca soluções para a destinação ambientalmente correta de todos os tipos de resíduos urbanos, que é um grande problema nas cidades. A Usina Móvel de RCC é uma dessas soluções. Também trabalhamos para ampliar a coleta seletiva por meio de cooperativas de reciclagem, na compostagem de resíduos orgânicos e na implantação da central de tratamento que transformará rejeitos em energia elétrica”, enumerou Baroni.

 

O superintendente do Consimares, Mimo Ravagnani informou que o teste da Usina Móvel de RCC é necessário para que os técnicos que vão operar a estrutura em Hortolândia conheçam todo o funcionamento do equipamento. O teste é feito com o acompanhamento da empresa fabricante da Usina de RCC, a Handelmaq.

 

Em Hortolândia, a Prefeitura disponibiliza à população 13 PEVs (Ponto de Entrega Voluntária de Resíduos Recicláveis) onde podem ser descartados entulhos da construção civil até 1 metro cúbico por pessoa, que equivale a 1.300 kg. O volume corresponde a 26 sacos de ráfia de 50 kg cada. Para quantidades superiores, o morador precisa contratar um caçambeiro.

 

A implantação da Usina Móvel de RCC faz parte do Programa Recicla Junto Consimares que inclui outros três projetos prioritários: a criação de uma rede de cooperativas de reciclagem, o reaproveitamento de resíduos orgânicos (frutas, verduras, legumes sem condições de consumo) por meio do processo de compostagem, além da Central de Tratamento que transformará resíduos não-recicláveis em energia elétrica.




COMENTÁRIOS

Buscar

Alterar Local

Anuncie Aqui

Escolha abaixo onde deseja anunciar.

Efetue o Login