Professor que dá aulas tocando violão lança livro de causos em Americana

O pacto do pescador Salatiel

Por Roberto 12/05/2016 - 16:44 hs

Professor que dá aulas tocando violão lança livro de causos em Americana
Professor violeiro lança livro de causos

O professor de matemática da Escola Municipal do Ensino Fundamental (EMEF) Florestan Fernandes, Mariano Teixeira, vai lançar o livro de causos “O pacto do pescador Salatiel”. A obra foi financiada pelo próprio professor. Ele é conhecido também por dar suas aulas tocando violão.

Segundo Teixeira sua inspiração para escrever surgiu do ambiente interiorano que viveu na infância, ouvindo os causos que os familiares mais antigos e o pai contavam. “Assim, no enredo, surge a aventura do pescador Salatiel, pobre e simples, que depois de um pacto com o diabo torna-se muito rico e passa a levar uma vida de conforto com a esposa e o filho. Porém, nada é gratuito quando se trata do diabo, desse modo fica uma dívida que um dia terá que saldar”, revela o professor.

“No decorrer da trama somos envolvidos com a aventura do filho do pescador, Salatiel Júnior, que com astúcia, inteligência e amor trava grandes batalhas para vencer as provas impostas pelo diabo para que o pai possa livrar-se da dívida”, descreve Mariano.

Ele lembra que resolveu escrever o livro há 15 anos quando começou a contar uma pequena história para os alunos. “Eles gostaram, então me empolguei e continuei contando. A cada vez que eu a contava, aumentava algum pedaço e melhorava, até que ficou do jeito que está”, disse sorrindo.

Com a história formatada, Mariano resolveu escrever sem a intenção de publicar. O destino do futuro escritor mudou depois que uma professora leu o projeto do livro e o incentivou a publicá-lo. “Contatei algumas editoras e desanimei, era muito caro. Nesse meio de tempo, recebi uma proposta da editora Ledriprint, achei razoável e fechei com esta editora”, revelou. Por enquanto, Mariano vende para os amigos e interessados por R$ 10,00 e na livraria virtual da editora por R$ 19,90 (www.livrariaplenacultura.com.br).

Mordido pela escrita, agora o autor Mariano quer escrever mais um livro. “Tomei gosto. Quero escrever um livro de crônicas. Me dá prazer contar alguma história para meus alunos no final das aulas, eles acham interessante. Acredito que ajuda a desenvolver o raciocínio lógico, criativo, dedutivo e a imaginação deles. Já tenho algumas crônicas prontas”, revela o professor.

Mariano, emocionado, com sua fase literária dedica suas histórias aos alunos e a sua carreira de professor. “Compartilho esta emoção com todos os meus alunos que tive nestes 23 anos de carreira como professor, pois a cada vez que eu contava e terminava a história um silêncio tomava conta do ambiente por alguns instantes, ouviam-se algumas crianças suspirando de emoção e logo em seguida, aplausos. Isso para mim sempre foi um prêmio. Sinto-me realizado. Gosto muito do que faço”, concluiu o professor e agora escritor.