Americana publica edital para implantação do projeto Saúde Já

Por Roberto 07/06/2018 - 19:53 hs

Americana publica edital para implantação do projeto Saúde Já
Credenciamento de médicos começa em Americana

 

A Prefeitura de Americana disponibilizou nesta quarta-feira (6 de junho) o edital de chamamento para credenciamento de profissionais médicos ou empresas para atendimento médico, por meio de consultas em consultórios ou clínicas que realizarão atendimentos de pacientes usuários da Secretaria de Saúde. Esse é o primeiro passo para colocar em prática o projeto “Saúde Já”,  cujo objetivo é reduzir a fila de consultas no município.


O edital ficará à disposição dos interessados até 5 de agosto, e o credenciamento pode ser realizado de segunda a sexta-feira, das 9 às 16 horas, no setor de protocolo, no primeiro piso do Paço Municipal, à Avenida Brasil, nº 85.


O projeto, lançado em abril deste ano, pretende reduzir a fila de espera em consultas na rede pública municipal, situação apontada pelo secretário de Saúde como uma das mais delicadas, já que a demanda por esses procedimentos é elevada e a prefeitura encontra-se impedida de contratar os profissionais por concurso público. “Tivemos uma série de investimentos na estrutura da Saúde do município, como a reforma da Ala 1, a reforma e reabertura do PA Zanaga, está em andamento a construção de um novo pronto-socorro no HM, além de novas estruturas de UBS. O Saúde Já é complementar a esse esforço, pois buscará solução para a fila por especialistas e reforçará o atendimento no nosso município”, afirmou o prefeito, Omar Najar. O projeto Saúde Já foi uma iniciativa do vereador Rafael Macris.

 
Pelo chamamento público serão contempladas consultas nas seguintes especialidades: anestesista, cardiologista, otorrinolaringologista, cirurgião de cabeça e pescoço, coloproctologista/proctologista, dermatologista, endocrinologista, gastroenterologista, hematologista, infectologista, mastologista, oncologista clínico, nefrologista, neurocirurgião, neurologista, oftalmologista, ortopedista e traumatologista, pneumologista, reumatologista, urologista, psiquiatra e cirurgião vascular. O valor estipulado para cada consulta será de R$ 52,00, e contrato dos serviços, inicialmente, deve ser de 12 meses, podendo ser renovado conforme a legislação vigente.



De acordo com o secretário de Saúde, Gleberson Miano, as consultas deverão ser realizadas por encaminhamento em locais indicados pela contratada, como ambulatórios ou consultórios médicos no município e serão acompanhadas pela própria Secretaria de Saúde. "O médico se credencia e, no consultório dele, num determinado horário do dia, ele irá disponibilizar o atendimento pelo SUS (Sistema Único de Saúde). As guias serão liberadas pela Secretaria de Saúde e nós faremos o controle", explicou Miano.