Menina de 3,5 anos encontrada com homem procurado é levada para casa de acolhimento

Menina de 3,5 anos encontrada com homem procurado é levada para casa de acolhimento

Por Roberto 08/06/2018 - 10:46 hs

Menina de 3,5 anos encontrada com homem procurado é levada para casa de acolhimento
Polícia Militar atendeu ocorrência envolvendo abandono de incapaz

A criança de 3,5 anos localizada pela Polícia Militar de Santa Bárbara d'Oeste com um homem que era procurado pela Justiça, na noite desta quinta-feira (7), foi recolhida a casa de acolhimento a fim de preservar sua integridade física e está sob os cuidados do Conselho Tutelar do município.


Tudo começou com a guarnição composta pelo cabo Forato e soldado Meche, que foi acionada para comparecer na Rua Sorocaba, 84, bairro Cidade Nova II, onde em contato com a dona de casa Juvenila Francisca de Souza Batista de Lima, 62 anos, casada, residente na Rua do Amendoim, 20, Jardim Pérola, ela informou que compareceu em sua casa uma criança, a qual foi levada pelo seu namorado e por um amigo dele, de nome Luiz Carlos Bueno de Oliveira, 49 anos, ajudante de motorista, morador na Rua do Centeio, 962, Cidade Nova, ambos embriagados.


Indagados sobre a criança, Luiz Carlos disse que a havia encontrado abandonado na Rodoviária de Campinas há cerca de 15 dias, mas posteriormente informou que a mãe da criança C.R. trabalha no Jardim Itatinga, em Campinas, e que o pai é pedreiro e deixou a filha sob seus cuidados. Em pesquisa aos antecedentes criminais de Luiz Carlos, constou que era procurado em regime aberto. Diante das informações desencontradas, foi acionado o Conselho Tutelar. 


Posteriormente, no plantão policial, compareceu o pai da criança Luiz Teodoro de Carvalho, 61 anos, divorciado, residente no Jardim Mirassol, em Campinas, afirmando que trabalha como pedreiro e que não tem condições de cuidar da filha e que então contratou uma babá. Disse ainda que não é oficialmente separado da mãe da criança e que ela ficou sob sua responsabilidade desde que se separaram há um ano e meio. Luiz Teodoro contou que no dia de ontem (7) deixou sua filha E. vir para Santa Bárbara d'Oeste em companhia do amigo Luiz Carlos para passear.


Após passar pelo Pronto-Socorro Dr. Édison Mano para exames, a menina foi encaminhada pelo Conselho Tutelar até a casa de acolhimento do município, onde ficará aguardando uma decisão judicial sobre seu futuro. Após o registro da ocorrência e depoimentos, os envolvidos foram liberados. 


Já Luiz Carlos de Oliveira assumiu compromisso de comparecer nesta sexta-feira no Fórum de Nova Odessa para regularização de sua situação criminal. O mandado foi expedido em 26 de junho de 2017 pela 1ª Vara Judicial de Nova Odessa, com condenação de um ano de detenção em regime aberto.