Participantes da oficina de judô socioeducativo competem em Atibaia

Por Roberto 26/06/2018 - 10:39 hs

Participantes da oficina de judô socioeducativo competem em Atibaia
Participantes do judo socioeducativo participam de competição em Atibaia



24 crianças e adolescentes da Oficina Judô Socioeducativo da Estação Cultural irão participar do XXXII Torneio São João Tênis Clube



A Fundação Romi, em parceria com a Associação Paulo Alvim de Judô de Atibaia (APAJA), realiza na Estação Cultural a oficina de judô socioeducativo, as quartas e sextas. Como parte do projeto socioeducativo, 24 aspirantes a judoca irão participar do XXXII Torneio São João Tênis Clube, na cidade de Atibaia, no dia 1º de julho, domingo, às 9 horas. A ida à competição é para que os convocados, que disputarão nas categorias: biriba, sub 9, sub 11, sub 13, sub 15, sub 18 e Judô para todos, vivam a experiência de um torneio. Eles presenciarão uma competição oficial com pesagem, regras e arbitragem, além do contato com uma série de atletas profissionais.



A Sensei Angélica Silva fala da importância dessa experiência para crianças e adolescentes. “Os convocados para o XXXII Torneio São João Tênis Clube vivenciarão uma competição oficial, além de terem contato com outros atletas, alguns profissionais. Isso estimula a continuação no projeto e a vontade de se tornar um atleta, futuramente, de alto rendimento”, conta. “Funcionando no contraturno da escola regular, a frequência e o bom desempenho escolar são obrigatórios para a participação e permanência dos alunos no projeto Judô Socioeducativo. Assim, promove na criança a conscientização acerca de suas responsabilidades e escolarização, empenho e disciplina e, consequentemente, saúde e bem-estar”, completa a educadora física.



Visando, sobretudo, o melhoramento da qualidade de vida da comunidade através do incentivo social ao estudo e ao envolvimento esportivo, a Oficina de Judô Socioeducativo, que conta desde 2015 com o convênio com o Fundo Municipal de Assistência Social de Santa Bárbara d´Oeste do Conselho Municipal de Assistência Social da Secretaria Municipal de Promoção Social de Santa Bárbara d´Oeste, tem como essência a união de dois fatores: a ocupação do tempo livre dos alunos com um projeto responsável e conduzido por profissionais qualificados e especializados; e, o estímulo à atividade desportiva como forma de manutenção da saúde e do bem estar físico e psíquico. Iniciada em 2012, a oficina, que já recebeu aproximadamente mil crianças ao longo de sua vigência, é gratuita e voltada para crianças e adolescentes a partir dos seis anos.


Sobre a Estação Cultural



Inaugurada em 2007, a Estação Cultural ocupa a centenária estação ferroviária de Santa Bárbara d´Oeste, revitalizada e mantida pela Fundação Romi. Em sua trajetória aproximadamente 200 mil pessoas já foram beneficiadas, gratuitamente, por meio de oficinas livres, culturais e de formação, projetos de fomento à economia criativa, de elevação do status cultural e de ações socioeducativas. A Estação Cultural é um lugar de encontros plurais e multiculturais onde a comunidade pode aprimorar a sua percepção acerca da cultura local e regional, divulgar valores, trocar vivências, adquirir conhecimentos, experimentar emoções, elaborar pensamentos, tomar iniciativas e ajudar a constituir a identidade cultural da cidade e região. A Estação Cultural da Fundação Romi está localizada na Avenida Tiradentes, 02, no Centro de Santa Bárbara d´Oeste, SP. (19) 3455-4833 ou 3455-4830. www.estacaocultural.org.br.



Sobre a Fundação Romi

Seu legado iniciou em 1957, em Santa Bárbara d'Oeste, pelo casal Américo Emílio Romi e Olímpia Gelli Romi. Tendo como missão promover o desenvolvimento social e humano através da educação e cultura, a Fundação Romi é pioneira na promoção da comunidade regional e na realização de ações sociais, beneficiando mais de 30 mil pessoas, por ano, através de seus dois grandes eixos: Educação e Cultura. Mantenedora do Núcleo de Educação Integrada, sua escola de Educação Infantil, Ensino Fundamental e Médio, oportuniza a formação integral, autônoma e protagonista de crianças, adolescentes e jovens. Além disso, promove, por meio de seu Centro de Documentação Histórica, projetos de educação patrimonial para crianças do Ensino Fundamental I, para reconhecimento e conhecimento da história local como elemento de cultura e cidadania. Somado a isso, seu Centro de Documentação Histórica também realiza o Processamento Técnico da memória do município para guarda, preservação e disponibilização do acervo à população para consulta e pesquisa. Dentre as unidades da Fundação Romi também está a Estação Cultural de Santa Bárbara d´Oeste que, por meio de oficinas livres, culturais e de formação, projetos de fomento à economia criativa, de elevação do status cultural e de ações socioeducativas atende milhares de pessoas por ano. A Fundação Romi está localizado à Avenida João Ometto, 200, Jd. Panambi, em Santa Bárbara d´Oeste. (19) 3499-1555. www.fundacaoromi.org.br.