Cauê Macris é reeleito presidente da Alesp com 70 votos

Por Roberto 15/03/2019 - 18:52 hs

Cauê Macris é reeleito presidente da Alesp com 70 votos
Cauê agradece apoio maciço dos parlamentares e continua na presidência da Alesp

O deputado Cauê Macris (PSDB) foi eleito presidente da Assembleia Legislativa de São Paulo na tarde desta sexta-feira (15) para a nova legislatura. O tucano conseguiu 70 dos 94 votos e mantém o PSDB, que ocupa a presidência desde 2007, no posto por mais dois anos. Os 94 deputados tomaram posse nesta sexta.


Ele disputou o comando da Alesp com a deputada Janaína Paschoal (PSL), que teve 16 votos.


O deputado Daniel José (NOVO) teve quatro votos e a deputada Mônica Seixas, da Bancada Ativista (PSOL), também.


Em 2017, Macris foi eleito com 88 votos. É a segunda vez que um deputado é eleito consecutivamente para a presidência, mas em diferentes legislaturas. O mesmo aconteceu com Barros Munhoz, ex-tucano que migrou para o PSB.


"A disputa eleitoral termina aqui. Independente de ideologias, eu fui eleito para presidir o planalto paulista. Somos uma legislatura plural”, disse Macris.


Durante a eleição, houve bate-boca e empurra-empurra entre os deputados. Segundo os parlamentares, o deputado Mamãe Falei tirou o microfone do pedestal quando a Beth Sahão (PT) falava e começou a briga.


“Alguém estava entrando para falar, o Mamãe Falei (DEM) arrancou da mão, eu arranquei da mão dele, e falei: o que é isso”, disse Sahão.


Os deputados do PT Ênio Tatto e Emídio de Souza falaram que estavam votando em Macris contra o "ódio" e a "imbecilidade" nojenta. Já a deputada Janaína Paschoal falou que "não tem preço ver o PT brigando pelo PSDB".


A mesa diretora, órgão que comanda as atividades administrativas e parlamentares da Alesp, é composta pelo presidente, primeiro e segundo secretários, todos eleitos em voto aberto. Além de Macris, foram eleitos , Ênio Tatto (PT) para o cargo de primeiro secretário e Milton Leite Filho (DEM), assume a função de segundo secretário.

 

Fonte: G1