Projeto Brazil Sugarcane tem espaço de negócios no ISSCT na Tailândia

Projeto Brazil Sugarcane tem espaço de negócios no ISSCT na Tailândia

Por Roberto 01/12/2016 - 11:15 hs

Projeto Brazil Sugarcane tem espaço de negócios no ISSCT na Tailândia
Projeto realizou ação prospectiva em Bangkok no início de 2016 (Foto: Divulgação

Um dos mais importantes eventos do mundo será realizado em dezembro

 


 

 

De 5 a 8 de dezembro, o Projeto Brazil Sugarcane Bioenergy Solution participa do 29º International Society of Sugar Cane Technologists (ISSCT) no Chiang Mai International Exhibition and Convention Centre, na Tailândia.

O projeto, parceria entre o Apla (Arranjo Produtivo Local do Álcool) e a Apex-Brasil (Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos) terá estande com a participação de nove empresas brasileiras.

O ISSCT é uma associação de cientistas, tecnólogos, gerentes, executivos e especialistas no setor sucroenergético que se reúnem a cada três anos para debater os avanços técnicos da cana-de-açúcar e seus produtos derivados.

"Participamos ativamente das últimas três edições do ISSCT e, neste ano na Tailândia, vamos disponibilizar um espaço de negócios para que as empresas brasileiras possam mostrar seus produtos, serviços e tecnologias que, com suas inovações, impulsionam o setor sucroenergético mundial", disse o diretor executivo do Apla, Flavio Castellari. No Brasil, o evento ocorreu em 2013 sob realização e coordenação da Sociedade dos Técnicos dos Açucareiros e Alcooleiros do Brasil (STAB).

Em fevereiro deste ano, o Projeto Brazil Sugarcane realizou missão prospectiva em Bangkok, capital da Tailândia. De acordo com Castellari, os principais grupos açucareiros estão localizados no sudeste asiático, região em pleno crescimento no setor. "Nossa aproximação foi no sentido de buscarmos conhecimento de novos projetos desenvolvidos na região e de captar informações comerciais e estratégicas para as empresas ligadas ao Projeto Brazil Sugarcane", explica.

No ISSCT as empresas brasileiras terão chance de apresentarem para especialistas e técnicos que assessoram usinas, uma gama de produtos, serviços, máquinas, tecnologia e soluções para potencializar a produção de açúcar, etanol, energia e bioprodutos da cana em todo o mundo.