Seja bem vindo
Santa Bárbara,26/02/2024

  • A +
  • A -
Publicidade

6 substituições: TJD pune Catanduva e marca novo jogo contra o Prudente

Fonte: Redação/AFI
6 substituições: TJD pune Catanduva e marca novo jogo contra o Prudente TJD anula jogo e marca nova partida; Catanduva paga as despesas

O Tribunal de Justiça Desportiva de São Paulo (TJD-SP)  puniu em julgamento realizado nesta quinta-feira o Catanduva por ter feito seis substituições na vitória por 2 a 1 sobre o Grêmio Prudente, pela segunda rodada do Campeonato Paulista da Série A3. Por causa da irregularidade, o duelo foi anulado e será remarcado pela Federação Paulista de Futebol (FPF) nas próximas horas. A informação foi dada em primeira mão pelo Portal Futebol Interior.

“Vejo com bons olhos a decisão do Pleno, em se tratando de evidente erro de direito (erro na aplicação ou no cumprimento de regra), o Deferimento da Impugnação era a medida mais acertada. Deferida a Impugnação, dentre as possibilidades, a anulação da partida era mais provável do que eventual alteração do resultado, já que há essa previsão no artigo 259 §1º do CBJD. Na exposição, enfatizei o fato de se expor o Grêmio, vítima nesse episódio, a ter que jogar novamente, ter que se expor novamente a riscos (lesões, cartões, gastos extras), ainda como vítima, sendo prejudicado novamente. No Voto, o Relator adicionou a questão do cumprimento das custas da partida por conta do Catanduva. Unânime a nosso favor”, disse o advogado Ayrton Zanata, em entrevista ao Futebol Interior.

A vitória do Grêmio Prudente no Pleno ocorreu por unanimidade. O Catanduva pode recorrer à decisão, mas ainda não confirmou se buscará uma reviravolta através do Tribunal. Além de ter perdido os pontos referentes à partida, o Catanduvense terá que arcar com todos os custos do novo duelo com o Grêmio Prudente. Não houve outras sanções.

O caso - O Catanduva foi denunciado ao TJD-SP por fazer seis substituições na vitória sobre o Grêmio Prudente por 2 a 1, pela segunda rodada do Campeonato Paulista da Série A3. Na ocasião, o árbitro autorizou a mudança, mas relatou o erro em súmula, assim como a violação da regra por parte da equipe de Catanduva.

Ainda na súmula, o árbitro errou ao citar o jogador que estaria envolvido na sexta substituição. No registro, consta que o último atleta a entrar em campo foi Nathan Índio, o que é desmentido pelas imagens de televisão.

O sexto jogador a entrar em campo pelo Catanduvense durante a partida foi Thiago Ribeiro, ex-Santos, São Paulo e Cruzeiro, que, inclusive, fez o gol da vitória, que rendeu ao Catanduva três pontos na tabela de classificação.

O Pleno, no entanto, assim como a maioria dos advogados especializados em direito esportivo contatados pelo Futebol Interior, considerou “erro de direito” por parte do Catanduva, anulou a partida e retirou os três pontos conquistados pelo clube com a vitória sobre o Grêmio Prudente.


A Federação Paulista de Futebol (FPF) deve, nas próximas horas, confirmar o ganho de causa por parte do Grêmio Prudente e divulgar uma nova data para o duelo ser realizados, enquanto isso o Catanduva estuda se entrará com recurso para reverter a decisão no Tribunal.

Paulista A3 - O Catanduva é o único time com 100% de aproveitamento na Série A3. Apesar do jogo contra o Grêmio Prudente ser anulado, o time continua na liderança, agora, com 12 pontos. O Grêmio Prudente é o sétimo, com sete. O próximo compromisso do Catanduva é no domingo, às 10h, diante do EC São Bernardo, no estádio Primeiro de Maio. No sábado, às 19h, o Grêmio Prudente desafia o Bandeirante, em Birigui.

Fonte: Agência Futebol Interior




COMENTÁRIOS

Buscar

Alterar Local

Anuncie Aqui

Escolha abaixo onde deseja anunciar.

Efetue o Login