Sumaré fecha 2021 com 33% de chuvas, abaixo de 2020 e consumo elevado

Por Roberto 13/01/2022 - 16:32 hs

Sumaré fecha 2021 com 33% de chuvas, abaixo de 2020 e consumo elevado
Estação de Tratamento de Água em Sumaré


Volume acumulado de chuvas no último ano foi de 800 milímetros, enquanto em 2020 a cidade registrou um acumulado de 1.195 milímetros

 

A BRK, concessionária responsável pelos serviços de água e esgoto em Sumaré informa que a cidade registrou em 2021 um acumulado de 800 milímetros de chuvas. Esse índice é 33% menor quando comparado ao mesmo período do ano anterior, que somou 1.195 milímetros, de acordo com dados da rede pluviométrica do Departamento de Águas e Energia Elétrica (DAEE), responsável por medir o volume de chuvas em todo o estado de São Paulo, e de equipamentos instalados pela BRK em suas captações.

 

No mês de dezembro o índice pluviométrico da cidade foi de 138 milímetros, ou seja 44% inferior ao registrado em 2020, quando no mesmo mês foram contabilizados 247 milímetros de chuva.

A concessionária monitora o comportamento hídrico das captações do município que seguem em atenção.  Atualmente, o rio Atibaia, principal manancial do município, apresenta o nível normal de 1,80 metros, quando o mínimo necessário para captação é de 1,20 metros. O mesmo cenário pode ser observado na represa do Marcelo, assim como a represa do Horto I, que operam em condições normais com níveis em 69% e 76% respectivamente. Já a represa do Horto II se encontra atualmente em estado crítico, com 36% da capacidade atual.

Apesar da melhora nas vazões atuais dos mananciais, a condição do abastecimento ainda é de atenção e o consumo médio em Sumaré tem se mantido elevado, apesar dos alertas e orientações da concessionária com relação a necessidade do uso consciente e racional da água.  

 

Em 2021, o consumo médio registrado por habitante/dia na cidade foi de 151 litros, o que significa que cada pessoa consumiu, pelo menos, 41 litros de água a mais por dia que o recomendado pela Organização das Nações Unidas (ONU); que diz que cada pessoa necessita de cerca de 110 litros de água por dia para atender às necessidades de consumo e higiene.

 

A BRK realizou ao longo de 2021 uma série de obras, investimentos e medidas preventivas, estabelecidas em um Plano de Contingência para o enfrentamento do período de estiagem, mas é ainda é primordial a colaboração dos sumareenses para que seja possível manter toda a cidade abastecida.

 

“O momento é de atenção com relação aos hábitos de consumo que contribuem para uma má gestão dos recursos hídricos. Costumes como lavar calçadas e carros, deixar a torneira mal fechada, tomar banhos demorados e/ou manter a mangueira ligada sem uso, devem ser abolidos, pois agravam a situação”, ressalta Carina Giorgetti, coordenadora de Planejamento Técnico da BRK em Sumaré.

 

Dicas para um uso mais consciente de água estão disponíveis na página da campanha Jogando junto pela água, em https://jogandojuntopelaagua.com.br/. Neste endereço eletrônico, a BRK reúne todas as informações relacionadas a estiagem, como dados atualizados dos mananciais de captação, índices pluviométricos e um detalhamento das ações da concessionária no município.