Seja bem vindo
Santa Bárbara,20/06/2024

  • A +
  • A -
Publicidade

TBV: símbolo da coragem de um povo

TBV: símbolo da coragem de um povo


Vintee cinco de maio é um dos dias mais significativos na história da Legião da BoaVontade. Foi nessa data que, no ano de 1985, lancei em Belo Horizonte/MG,durante o 10o Congresso da Mulher Legionária, o grandedesafio da construção do Templo da Boa Vontade, em Brasília/DF.

Nascomemorações dos 39 anos desse marcante acontecimento, publico — em homenagem atodos os brasileiros e estrangeiros de Boa Vontade que transformaram esse sonhonuma extraordinária realidade irrestritamente ecumênica —  trechos de minhas palavras naquela memorávelocasião:

 

Escrevi,no Jornal da LBV no20, que Jesus não é uma figura de retórica, isto é, de discurso. Não é invençãode um sonhador. É uma realidade que, se não houvesse, teria de ser inventada,porque sem Amor não andamos; e a Palavra Dele é a da Solidariedade, quevaloriza o ser humano.

Porque vocês aqui superlotam este ambiente? Por se sentirem valorizados por aquiloque o Divino Mestre simboliza: o respeito à sagrada pessoa humana. Ao lançar oano de 1985, na LBV, como o Ano da Valorização do Ser Humano e de seu EspíritoEterno, podia buscar nos seres terrestres um exemplo, pois existem criaturasnotáveis. Contudo, preferi buscar um arquétipo que se encontra acima de todos,que é o do Cristo Ecumênico, o Divino Estadista, que ordenou: “Amai-vos como Eu vos amei. Não há maiorAmor do que doar a própria vida pelos seus amigos” (Evangelho, consoanteJoão, 13:34; e 15:13).

 

Ideia generosa

 

Costumoafirmar que o Grande Amigo que nãoabandona amigo no meio do caminho é Jesus. E o sentido integral de SuaAmizade se reflete por intermédio de boas pessoas. Uma vez ouvi o saudosoFundador da Legião da Boa Vontade, Alziro Zarur (1914-1979) dizer: “ALBV é o caminho natural dos homens bons”. E são essas criaturas quecarregam a Bondade no coração que levantarão o Templo da Boa Vontade, emBrasília/DF.  Se essa ideia é generosa,como acredito que seja; se contribui para que haja mais Paz e entendimento; sevaloriza o ser humano —  já comentei queo TBV vai receber, igualmente, os Irmãos ateus, que também são filhos de Deus—; se é uma Inspiração Divina — como sei que é —; todos esses meios necessáriosnão nos faltarão.

Vocêssabem que sou franco: não temos esses recursos. Mas vamos levantá-los com aindispensável ajuda do povo, principalmente das mulheres. Para quem tem o Taumaturgo Celeste como horizonte, nada é impossível deser alcançado. Eu não acredito em impossíveis. É um desafio tremendo, masvitória fácil não pode ser bem saboreada. Aqueles desafios que à primeira vistaparecem que não serão alcançados de forma nenhuma, pois é esse tipo de desafioque queremos! Vamos levantar esse Templo de Paz em Brasília! Se o dia de 24 horas for pequeno,trabalharemos como se tivesse 2.400 horas. Se nossa necessidade diária de sonoé de oito horas, a reduziremos para quatro, para duas, para meia hora, ou parahora nenhuma. Mas vamos levantar esse Templo! Acredito nos seres humanos,mas, acima de tudo, creio em Deus, no Seu Cristo e no Espírito Santo, Espíritoda Verdade ou Paráclito, como quiserem chamar.

 

Lançado o desafio

 

Umavez — ao vislumbrarem a importância, a magnitude, a grandeza, a extensão daMensagem que o Divino Mestre trazia; e as dificuldades que todos enfrentariampara vencer a si mesmos e se integrarem num Ideal tão elevado quanto é oCristianismo do Cristo — os Discípulos de Jesus perguntaram a Ele: “Senhor, então, quem é que vai se salvardiante de uma doutrina tão elevada e de um mundo que é ao contrário disso, é oinverso?” Ele afirmou: “O que não é possível ao homem para Deussempre é possível” (Evangelho de Jesus, consoante Mateus, 19:26; Marcos, 10:27; e Lucas,18:27).

(...) Já dizia Victor Hugo (1802-1885): “Nãohá nada mais poderoso do que uma ideia cujo tempo tenha chegado”.  Chegou a hora do Ideal chamado BoaVontade e Cristianismo do Cristo. E esse Ideal é que vai levantar o Templo daBoa Vontade! Faço a vocês esse desafio. Podem ter certeza de que a minha parte farei —  e já estou fazendo —, como tenho certeza; nãopaira nenhuma dúvida em mim, de que vocês farão a sua parte.

 

Outros minérios

Eagora, aqui em Minas Gerais, onde existem outros minérios além daqueles quehabitam as entranhas destas terras dadivosas, existe o minério da conciliação,do entendimento, da Fraternidade, da Fé, da dádiva, que são os tijolos com osquais se erguem as obras que se eternizam nos corações das pessoas; pergunto avocês e chamo a atenção para a responsabilidade desta pergunta. Posso assumir esses pesados compromissosque nos propiciarão levantar o Templo da Boa Vontade, em Brasília?

 

Todos: “Pode!”

 

Então, considero moralmente esseTemplo levantado! Considero erguido o Templo da Boa Vontade, em Brasília. O quevier em seguida será consequência de nossa Fé Realizante.

 

*  *  *

TBV: um teto para a humanidade, agasalho para osentimento

Eis aí! Desde que o inaugurei em 21 deoutubro de 1989, na presença de mais de 50 mil pessoas, o TBV já recebeu maisde 30 milhões de peregrinos.

O Templo da Boa Vontade cumpre essaesplendora tarefa de ser um teto para ahumanidade. Tanta gente do mundo que passa por seus ambientes sente esseaconchego do seio de Deus para que possamos receber o Seu acalanto. Porque aVida é dura, eu sei muito bem disso. Todos, portanto, precisamos desseconforto.

O Templo do Ecumenismo Divino, Sede Espiritual da Religião Divina, éum lugar onde todas as pessoas, que tiverem necessidade de um agasalho para o sentimento, poderão chegar e ser bem recebidas.Esse monumento de Fraternidade Ecumênica não é apenas um teto material para ascriaturas humanas que diariamente o visitam, em grande quantidade. Ele é também um agasalho para os seresespirituais que, em número ainda maior, buscam no TBV fortalecimento paraas suas lutas. Afinal, os mortos nãomorrem. As Almas Benditas lá comparecem para o socorro às suas Irmãs e aosseus Irmãos reencarnados. Elas são hojeo que seremos amanhã. Somos acima de tudo Espírito. 

Quando o Templo foi construído, essefoi o meu pensamento: UM TETO PARA AHUMANIDADE — Espiritual e Material — PROTEGER-SE de tanta miséria, de tantador, de tanto bombardeio não apenas das armas bélicas do mundo, mas da falta deCaridade. Não é à toa, portanto, que ele é o Templo da Paz e foi aclamado pelopovo como uma das Sete Maravilhas de Brasília/DF, Brasil.

Por tudo isso, o TBV é o Sagrado Lar daFamília Espiritual e Humana, erigido em louvor à Paz. Ele une, de modocontínuo, a todos os de Boa Vontade, da Terra e do Céu da Terra, sob o pálio daSolidariedade Universal.

 

José de Paiva Netto ― Jornalista,radialista e escritor.

paivanetto@lbv.org.br —www.boavontade.com 





COMENTÁRIOS

LEIA TAMBÉM

Buscar

Alterar Local

Anuncie Aqui

Escolha abaixo onde deseja anunciar.

Efetue o Login