União atua com volante no gol e é suspeito de manipulação de resultados

Por Roberto 25/03/2018 - 18:29 hs

União atua com volante no gol e é suspeito de manipulação de resultados
União Barbarense é alvo de investigação de suspeita de manipulação de resultados

O empate por 0 x 0 com o Marília, na manhã deste domingo, foi pano de fundo para um desfecho melancólico da campanha do União Barbarense na Série A3 do Campeonato Paulista. Sem nenhum goleiro à disposição, o Leão da Treze se despediu com um volante no gol e também uma polêmica extracampo, com suspeita de manipulação de resultados ao longo da competição.


Ao fim do jogo, os dois times caíram para a Segundona - equivalente à quarta e última divisão do futebol paulista. Também foram rebaixados Rio Branco, Matonense, Manthiqueira e Mogi Mirim.


O advogado do União Barbarense, Régis Godoy, confirmou em entrevista coletiva após a partida que o clube registrou um Boletim de Ocorrência a partir da versão de dois jogadores. Segundo Godoy, eles confessaram a participação no esquema e ainda citaram os nomes de outros seis atletas, além do técnico Claudemir Peixoto.


Antônio Lins Ribeiro Guimarães foi palco de muita polêmica na manhã deste domingo  (Foto: Vinícius de Paula / Ag. Mirassol)au

O advogado também disse que a Federação Paulista de Futebol já foi informada da situação. O Coronel Isidro Suita Martinez, do departamento de infraestrutura de estádios da entidade, estava presente no Estádio Antônio Lins Ribeiro Guimarães para se informar melhor sobre o caso.


- Vou reservar o direito de não falar os nomes, nem os valores, mas surgiram dois jogadores que, infelizmente, confessaram para nós, citaram outros seis e também o nome do Claudemir Peixoto. Temos áudios gravados. É tudo suposição e não podemos acusar, mas, até para resguardar o clube, não poderíamos agir de forma diferente. Então, até por orientação da própria Federação Paulista de Futebol, registramos um boletim de ocorrência e fizemos a nossa parte de denunciar. Agora cabe as autoridades apurarem - afirmou Godoy.

- Os jogadores falaram até de números , citaram os jogos e os placares que, segundo eles, teriam sido fabricados. Tem de tomar muito cuidado, mas registramos os fatos que supostamente aconteceram. Torço para que tudo isso seja mentira, mas não poderia me omitir - completou.


O técnico Claudemir Peixoto, demitido recentemente pela diretoria, se defendeu:

- Eu estava viajando, resolvendo alguns problemas particulares quando vi meu nome envolvido nisso. Vou me pronunciar porque não tenho nada a ver com isso. Tenho história no União, não preciso disso. Fico chateado. Também falei com alguns jogadores, que me garantiram que não estão envolvidos. Mas isso não vai ficar assim não. Se alguém falou meu nome, vai ter de provar.


O treinador se emocionou ao falar dos filhos, que morreram em acidente de carro em julho de 2017, aos 10 e 14 anos. 


- Eu sempre trabalhei sério, nunca contei com a ajuda de ninguém. Se eu tivesse dinheiro, não estaria morando de aluguel. Dá até vergonha falar disso, mas hoje é a morte dos meus filhos que dá dinheiro para mim. Tenho vergonha na cara, vão falar uma coisa dessa de mim - afirmou, com a voz embargada.


 

Como o goleiro Alan Tobias, que seria tituolar neste domingo, avisou no início da manhã que não apareceria para jogar, coube ao veterano volante Cláudio Britto, de 42 anos, atuar no gol. Depois de fazer as vezes de dirigente e também de treinador do Leão da Treze em 2017, ele largou a aposentadoria para tentar ajudar o time e desabafou sobre o cenário do clube.

- Nós fomos pegos de surpresa durante a semana, com indícios de algo errado. Precisamos tomar cuidado, são suposições. Mas nós que estamos aqui hoje somos vítimas, como a nossa diretoria e a maioria de quem ficou. Ficamos igual mulher traída. Mas que o povo barbarense saiba. Quem ficou não tem nada a ver com essa sujeirada desses indícios, se realmente for comprovada toda essa podridão aí - disparou Britto.

Na arquibancada, os poucos torcedores que foram à Toca do Leão estenderam uma faixa pedindo para a equipe entregar o jogo, já que o resultado do União Barbarense poderia interferir diretamente na luta do rival Rio Branco contra a degola. No fim, o Rio Branco fez a sua parte, venceu por 2 a 0 o Grêmio Osasco, em Americana, mas não escapou porque o Olímpia bateu o Atibaia pelo mesmo placar.


O União Barbarense encerra a campanha na Série A3 com 17 pontos, na 17ª colocação, e oito jogos consecutivos sem vitória. O Marília ficou logo acima, em 15º, com 20 pontos, assim como o Rio Branco, a dois do Olímpia.

 

 

Fonte: G1